França comemora o Dia da Bastilha

Show de fogos de artifício na Torre Eiffel marcou o encerramento das comemorações neste sábado, em Paris

iG São Paulo |

A França celebrou durante todo o sábado (14), com desfile e show de fogos, o Dia da Bastilha. Esta é a primeira vez que o presidente François Hollande liderou uma parada militar desde que assumiu o cargo, em maio deste ano.

Leia também:  Dois alpinistas são encontrados mortos por congelamento no Mont Blanc

Participaram do desfile 4.950 homens e mulheres dos três exércitos, sob o lema "a serviço da Nação e da paz no mundo", com ênfase especial nos capacetes azuis que servem nas missões da ONU e nas tropas que voltam de operações estrangeiras.

O presidente francês, chefe das Forças Armadas, desceu pela Champs Elysees antes de assistir ao desfile militar que marca o aniversário da tomada da Bastilha. Sua companheira Valérie Trierweiler estava na tribuna de honra. Essa foi umas das suas escassas aparições em público desde o polêmico tweet que escreveu entre os dois turnos das eleições legislativas de junho, no qual apoiou o candidato que se apresentava contra Ségolène Royal, ex-companheira de Hollande e mãe de seus quatro filhos.

O gesto de Valérie Trierweiler, muito criticado pela imprensa francesa e por muitos políticos, foi interpretado como contrário à vontade de Hollande de instaurar uma presidência "normal" e sem alarde. 

Queda da Bastilha

A Queda da Bastilha, foi um evento central da Revolução Francesa, ocorrido em 14 de julho de 1789. Embora a Bastilha, fortaleza medieval utilizada como prisão contivesse, à época, apenas sete prisioneiros, sua queda é tida como um dos símbolos da revolução, e tornou-se um ícone da República Francesa.

Com AFP

    Leia tudo sobre: françaDia da bastilhaQueda da bastilha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG