Criminoso nazista mais procurado do mundo é encontrado em Budapeste

Laszlo Csatary, 97 anos, é apontado como cúmplice na morte de 15.700 judeus durante a Segunda Guerra Mundial

AFP |

AFP

Reprodução/TheSun
Homem identificado como Laszlo Csatary, em foto publicada pelo "The Sun"

O criminoso nazista mais procurado do mundo, Laszlo Csatary, 97 anos, acusado de cumplicidade na morte de 15.700 judeus durante a Segunda Guerra Mundial, foi encontrado em Budapeste, anunciou neste domingo o diretor do escritório do Centro Wiesenthal em Israel.

Leia também: 
Hitler protegeu jurista judeu pessoalmente, diz historiadora
Extrema-direita francesa processa Madonna por imagem de suástica

"Confirmo que Laszlo Csatary foi identificado em Budapeste", declarou Efraim Zuroff. "O 'The Sun' pôde fotografá-lo e filmá-lo graças a informações que fornecemos em setembro de 2011", acrescentou.

"Há 10 meses, um informante nos deu elementos que nos permitiram localizar Laszlo Csatary em Budapeste. Este informante recebeu US$ 25 mil que prometemos em troca de informações que permitam encontrar criminosos nazistas", disse Zuroff.

As informações sobre o paradeiro de Csatary foram enviadas em setembro de 2011 à promotoria da capital húngara. O vice-procurador de Budapeste, Jenö Varga, não confirmou a informação, limitando-se a declarar que "existe uma investigação em andamento. A promotoria está estudando as informações recebidas."

    Leia tudo sobre: israelhungrianazista

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG