Sequestrador é preso após libertar pai de aluno em escola francesa

Polícia mobilizou 300 agentes para pôr fim a sequestro em escola primária de Vitry, nos arredores de Paris

EFE |

EFE

O pai de um aluno que havia sido feito refém nesta terça-feira por um homem em uma escola primária de Vitry, nos arredores de Paris, foi libertado, indicou a imprensa francesa.

Sequestro: Pai de aluno é feito refém em escola de Paris

AFP
Corpo de elite da polícia francesa chega ao local para estabelecer contato com sequestrador

O homem se encontra "são e salvo", e o sequestrador, que fontes policiais disseram ter cerca de 30 anos e ser das Antilhas, foi preso no colégio, que após o término do curso escolar funciona como centro de atividades e de entretenimento.

O caso começou por volta das 7h locais (2h de Brasília), e o RAID, corpo de elite da polícia francesa, conseguiu estabelecer contato com o homem, que, segundo as fontes, estava "totalmente perturbado", o que dificultou as negociações por um tempo.

Quando o sequestrador chegou ao colégio, já havia outras crianças e adultos no local. Os alunos, ao notarem o "comportamento estranho" do homem, conseguiram escapar por uma das janelas.

Na operação lançada para pôr fim ao impasse foram mobilizados 300 agentes, que esvaziaram os edifícios junto à escola e estabeleceram um perímetro de segurança.

O sequestrador, segundo as fontes, dispunha de duas armas de mão e, embora ainda se desconheçam suas motivações, havia expressado desejo de ser morto pelos agentes.

    Leia tudo sobre: françasequestrovitryparis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG