EUA criticam show com o Mickey na Coreia do Norte

Departamento de Estado americano condenou o uso sem autorização de personagens da Disney em apresentação para o líder norte-coreano, Kim Jong-un

EFE |

EFE

Os Estados Unidos criticaram o uso sem autorização de personagens da Disney na Coreia do Norte, após um incomum espetáculo no qual personagens como Mickey Mouse se apresentaram ao líder norte-coreano, Kim Jong-un , informou a agência sul-coreana Yonhap.

Mistério: Mulher ao lado de jovem líder Kim Jong-un intriga norte-coreanos

AFP
Imagem divulgada por agência norte-coreana mostra show com personagens da Disney que foi transmitido pela TV (6/6)

"Todos os países devem cumprir as normas e as leis de comércio internacional, incluindo o respeito aos direitos de propriedade intelectual", indicou à Yonhap um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA.

O fato ganhou grande atenção midiática por ser a primeira vez em que o regime comunista da Coreia do Norte, geralmente reticente a influências do exterior, realiza um espetáculo com personagens da cultura dos EUA, país considerado seu principal inimigo.

Inimigos:  Obama alerta Coreia do Norte contra 'provocação'

O regime norte-coreano transmitiu através de sua televisão estatal, a KCNA, imagens de um espetáculo no qual intérpretes vestidos de personagens da Disney fizeram uma apresentação para Kim Jong-un e seu séquito.

Em outras imagens transmitidas durante o fim de semana, a televisão norte-coreana também mostrou o jovem líder ao lado de uma mulher que as especulações acreditam ser sua irmã ou esposa.

Devido ao extremo hermetismo do regime norte-coreano, não se sabe se Kim Jong-un é casado ou não.

    Leia tudo sobre: mickeycoreia do norteeuadisneykim jong-un

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG