Segundo a polícia, após ser "convidado" a deixar o local, o suspeito voltou e atirou com uma escopeta de caça

EFE

Fachada da casa noturna Vamos onde cliente feriu dez pessoas com tiros
AFP
Fachada da casa noturna Vamos onde cliente feriu dez pessoas com tiros

A polícia prendeu o suspeito de cometer um tiroteio na madrugada deste domingo em uma boate na cidade de Bertry, no norte da França, junto com sua namorada e seu cúmplice, por acusações que incluem tentativa de homicídio e cumplicidade.

Os três foram localizados pelo Grupo de Intervenção da Gendarmaria Nacional (GIGN) em suas casas horas após o incidente, que feriu nove clientes da boate e o segurança do local. Por volta das 4h30 (23h30 de sábado em Brasília), o suspeito foi "convidado" a deixar a boate. Apesar de obedecer a ordem em um primeiro momento, voltou e atirou três ou quatro vezes do lado de fora com uma escopeta de caça e depois entrou no estabelecimento.

O subgovernador da cidade, Etienne Stock, disse em entrevista coletiva que o atirador escapou com a ajuda de um cúmplice em um carro, do qual foi possível anotar a placa, e explicou que ambos estavam sendo procurados por agentes da gendarmaria. Há uma semana, tiroteio semelhante ocorreu em uma boate de Lille, também no norte do país, onde morreram duas pessoas e seis ficaram feridas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.