França aprovará casamento gay e adoção por casais homossexuais em 2013

Segundo primeiro-ministro Jean-Marc Ayrault, autoridades administrativas e professores deverão promover objetivo de igualdade e lutar contra preconceitos homofóbicos

EFE |

EFE

O primeiro-ministro da França, Jean-Marc Ayrault, informou nesta terça-feira que seu governo aprovará o casamento gay e a adoção por parte de casais do mesmo sexo a partir de 2013, como prometeu o presidente francês, François Hollande , durante sua campanha eleitoral.

Eleição nos EUA:  Ao apoiar casamento gay, Obama assume risco calculado

AP
Primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, discursa na Assembleia Nacional em Paris

O chefe do governo francês disse que "no primeiro semestre de 2013 o direito ao casamento e a adoção será aberto a todos os casais, sem nenhuma discriminação".

Ayrault fez o anúncio durante seu discurso de declaração de intenções do governo francês diante da Assembleia Nacional da França. No último fim de semana, Ayrault já havia confirmado as intenções do executivo sobre o assunto em um comunicado divulgado na véspera do Dia do Orgulho Gay.

Nesta ocasião, o primeiro-ministro francês adiantou que "todas as administrações do Estado, as autoridades administrativas independentes, os funcionários e, em particular, os professores deverão se sensibilizar com esse objetivo de igualdade e de luta contra todos os preconceitos homofóbicos, base de uma violência e de uma exclusão que não são toleráveis".

Ayrault acrescentou ainda que, internacionalmente, "a França aproveitará todas as ocasiões para promover a descriminalização universal do homossexualismo".

    Leia tudo sobre: françagaycasamento gayhomossexuaisadoçãohollande

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG