Terremoto de 6,6 graus deixa feridos no noroeste da China

Tremor destruiu casas e feriu ao menos 34 pessoas neste sábado, segundo autoridades

iG São Paulo | - Atualizada às

Um forte terremoto aitngiu neste sábado a região de fronteira da região autônoma de Xinjiang, no noroeste da China, deixando ao menos 34 feridos, informou a agência. Segundo o Instituto Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês), o terremoto teve magnitude de 6,3 graus, enquanto o Centro de Rede de Terremotos da China pôs o índice em 6,6.

Recente: Forte terremoto na China deixa 4 mortos e mais de 100 feridos

Infográfico: Entenda como acontecem os terremotos e tsunamis

O tremor também causou deslizamentos de terra, um dos quais atingiu uma rodovia nacional, isolando 120 pessoas.

Segundo os dados do Centro de Controle de Terremotos da China (CENC, na sigla em inglês), o terremoto aconteceu às 5h07 locais (19h07 de Brasília) e afetou a capital de Xinjiang, Urumqi, assim como uma área montanhosa situada entre as comarcas de Hejing e Xinyuan.

O terremoto danificou ou destruiu um número indefinido de casas em Hejing. Além da interrupção do trânsito na estrada pelo deslizamento, as autoridades ferroviárias também suspenderam 32 trens de passageiros e de carga por motivo de segurança.

Em Urumqi, muitos cidadãos que dormiam saíram às ruas, e também houve blecautes durante o terremoto. As autoridades locais enviaram grupos de resgate às duas comarcas afetadas pelo sismo.

O oeste da China é uma zona com frequente atividade sísmica. Em 2010, um tremor de 7,1 graus na Província de Qinghai, no sudeste de Xinjiang, deixou 300 mortos e mais de 8 mil feridos. Em 2008, a região de Wenchuan, em Sichuan, no oeste, sofreu o terremoto mais grave das últimas décadas na China, com saldo de mais de 88 mil mortos e milhares de desaparecidos.

*Com EFE e AP

    Leia tudo sobre: terremotochinaxinjiang

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG