Obama declara área de desastre em região de incêndio no Colorado

Medida abre caminho para liberação de fundos federais para combater fogo que deixou um morto, um desaparecido e quase 350 casas destruídas desde sábado

iG São Paulo | - Atualizada às

Um grande incêndio florestal deixou um morto, um desaparecido e quase 350 casas destruídas no Estado do Colorado, oeste dos EUA, forçando dezenas de milhares a fugir. Por causa da situação, o presidente dos EUA, Barack Obama, declarou área de desastre na região afetada, medida que abre caminho para que sejam acessados fundos federais para combater o incêndio. Obama visitou a região atingida nesta sexta-feira.

Desastre: Incêndio no Colorado obriga milhares de americanos a deixar suas casas

Vídeo: Incêndio faz 32 mil deixarem região no Colorado, nos EUA

AP
Obama conversa com bombeiros sobre incêndio em Colorado Springs (29/6)

Em comunicado, a Casa Branca anunciou que Obama ordenou a entrega de recursos federais para complementar os esforços locais e estaduais no combate aos incêndios nas áreas de High Park e Waldo Canyon, onde os problemas são significativos.

Ventos que não param de mudar de direção fizeram com que o fogo chegasse aos limites da cidade de Colorado Springs, frustrando os bombeiros e chegando perto da Academia da Força Aérea dos EUA.

Ainda é muito arriscado para as autoridades se aproximarem para determinar a causa exata do fogo, que já dura seis dias, e fazer uma contagem mais precisa de casas queimadas. O incêndio teve início no sábado e na terça-feira atingiu Colorado Springs, a segunda maior cidade do Colorado, 100 km ao sul de Denver, a capital do Estado.

O chefe policial Pete Carey disse no fim da noite de quinta-feira que o corpo de uma pessoa foi encontrado em uma casa onde havia relatos de dois desaparecidos. O incêndio é um dos piores no oeste dos EUA em décadas.

A cidade de Colorado Springs abriga o Centro de Treinamento Olímpico dos EUA e o Comando Espacial da Força Aérea, que opera satélites militares. Nenhum dos dois foi afetado.

Em meio à devastação, houve sinais de esperança. Chamas que avançavam em direção à Academia da Força Aérea dos EUA foram interrompidas, e condições mais frias nesta sexta-feira poderiam ajudar a desacelerar o incêndio. Na noite de quinta-feira, 15% do incêndio foram contidos, com o custo tendo alcançado US$ 3,2 milhões até agora.

De acordo com o prefeiro de Colorado Springs, Steve Bach, a estimativa de 346 casas destruídas poderia mudar. Outro incêndio no norte de Denver, perto de Fort Collins, norte do Colorado, destruiu 257 residências. Mais de 30 mil em Colorado Springs empacotaram seus pertences na noite de quinta-feira enquanto as chamas corriam por seus bairros.

*Com AP, Reuters e EFE

    Leia tudo sobre: euaincêndio florestalcoloradocolorado springsfogo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG