Tremor com intensidade de 5,7 graus foi seguido de 53 réplicas e atingiu o sudoeste do país

EFE

Quatro pessoas morreram e mais de cem ficaram feridas por causa de um terremoto de 5,7 graus de magnitude na escala aberta de Richter que sacudiu o sudoeste da China, informou nesta segunda-feira a agência "Xinhua".

Saiba mais: Entenda como acontecem os terremotos e os tsunamis

O terremoto, cujo epicentro foi localizado a 11 quilômetros de profundidade, aconteceu às 15h59 (horário local, 4h59 em Brasília) de domingo, e afetou as províncias de Sichuan e Yunnan, destacaram responsáveis do birô sismológico local. O terremoto foi seguido de 53 réplicas, a mais forte de 3,8 graus na escala Richter, informaram as mesmas fontes.

Três das vítimas fatais são da comarca de Ninglang (Yunnan), onde o terremoto foi sentido com grande força, e a quarta vítima é de Yanyuan (Sichuan). O terremoto derrubou mais de 4.000 casas e provocou fechamento de estradas e corte na provisão de água na comarca de Ninglang, que afetaram mais de 21 mil pessoas.

O sudoeste da China é uma zona com alta atividade sísmica, ao ser área de contato entre as placas tectônicas indiana e asiática, no lugar onde ambas formam grandes cordilheiras como o Himalaia. Em 2008, um terremoto em Sichuan causou a morte de quase 90 mil pessoas, sendo um dos mais mortíferos das últimas décadas na China, país que já sofreu alguns dos piores tremores da história.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.