Egípcios conhecem neste domingo seu próximo presidente

Presidente da comissão, Farouk Sultan, deve dar uma entrevista coletiva às 15h para divulgar o vencedor da corrida presidencial

iG São Paulo | - Atualizada às

A Comissão Eleitoral do Egito divulga neste domingo o nome do próximo presidente do país em um ambiente de tensão, depois que na semana passada os dois candidatos que disputam o cargo terem cantado a vitória, apesar da falta de resultados oficiais.

Saiba mais: Candidato da Irmandade Muçulmana e seu rival reivindicam vitória no Egito

Manobra: Junta militar egípcia mantém poderes apesar de eleição presidencial

AP
Ahmed Shafiq e Mohammed Morsi se declararam vencedores da eleição


O presidente da comissão, Farouk Sultan, deve dar uma entrevista coletiva às 15h (horário local, 10h de Brasília) na sede do Centro Geral de Informação para anunciar o nome do ganhador do segundo turno, realizado nos dias 16 e 17.

O órgão eleitoral atrasou a difusão dos resultados até concluir o estudo de vários recursos apresentados por ambos os candidatos.

Uma multidão se reuniu na Praça Tahrir, símbolo da resistência do Egito contra o governo de Hosni Mubarak, derrubado em fevereiro do ano passado , para aguardar o anúncio. A maioria dos presentes era liberal, jovens seculares que foram a ignição da revolta no ano passado e apoiadores do candidato islâmico, Mohammed Morsi, da Irmandade Muçulmana.

Desde a noite de sábado as medidas de segurança foram reforçadas em diferentes pontos da capital como pontes, imediações de instituições públicas e vias importantes. 

O ministro egípcio do Interior, Mohammed Ibrahim, ordenou aumentar a presença policial em coordenação com as Forças Armadas em todas as províncias do país perante as possíveis reações dos simpatizantes do perdedor, informou a agência oficial de notícias "Mena".

Tanto o candidato da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi, como o último primeiro-ministro do regime de Hosni Mubarak, Ahmed Shafiq, se declararam vencedores do pleito no meio de denúncias de irregularidades e protestos nas ruas. 

Com EFE e AP

    Leia tudo sobre: egitoeleiçõespresidenteeleição no egito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG