Taleban ataca hotel e faz reféns em Cabul

Cerco a Hotel Spozhmai, a cerca de 10 km da capital afegã, durou 12 horas e terminou com 18 mortos

iG São Paulo | - Atualizada às

A força de elite da polícia afegã encerrou nesta sexta-feira, com ajuda de forças da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), um cerco de 12 horas a um hotel nos arredores de Cabul, capital afegã , que foi invadido por membros do Taleban quando ocorria uma festa. Ao menos 18 morreram.

iG explica: Entenda por que o Afeganistão é estratégico

Usando granadas de propulsão, coletes explosivos e metralhadoras, os militantes invadiram o hotel durante a noite e tomaram dezenas de reféns.

AP
Forças de segurança afegãs e civis são vistos em área externa do Hotel Spozhmai após cerco de 12 horas

Aterrorizados, muitos convidados da festa e hóspedes do hotel saltaram no lago anexo, segundo autoridades e moradores da região. Na hora do ataque, havia cerca de 300 pessoas no interior do prédio.

O tiroteio no Hotel Spozhmai resultou na morte de 14 civis, três seguranças e um policial, de acordo com Mohammad Zahir, diretor criminal da polícia de Cabul.

O Taleban reivindicou imediatamente a ação.

Abdullah Samadi, 24 anos, que foi tomado como refém, disse que o ataque começou com a explosão de uma granada. "Tentamos escapar, mas ficamos cercados por homens-bombas. Nós nos escondemos atrás de uma árvore até de manhã. Deus nos protegeu", contou.

Samadi disse que os militantes observavam de perto os reféns e procuravam estoques ilegais de vinho na festa.

Autoridades disseram que os militantes utilizaram civis como escudos humanos, e cerca de 50 pessoas continuaram com reféns até o fim da manhã de sexta-feira (horário local).

A polícia local agiu com apoio da Otan, que se prepara para retirar a maioria de suas tropas até o fim de 2014.

Segundo declarou o Taleban, o hotel, que fica a cerca de dez quilômetros do centro de Cabul, era usado por estrangeiros e afegãos ricos para fins de "prostituição" e "festas desregradas" na véspera da sexta-feira, dia sagrado do islamismo.

*Com Reuters e AP

    Leia tudo sobre: afeganistãotalebanhotelcercootan

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG