Ashraf é o candidato a premiê do partido governamental no Paquistão

Sessão parlamentar de posse acontecerá na tarde desta sexta-feira, após crise por destituição de Yousaf Raza Gilani

EFE |

EFE

O governante Partido Popular do Paquistão (PPP) anunciou que o ex-ministro Raja Pervez será seu candidato a ocupar o cargo de primeiro-ministro na sessão parlamentar de posse que acontecerá na tarde desta sexta-feira. Um porta-voz do PPP, Khurshid Ahymed, acrescentou em entrevista coletiva que o pleito geral acontecerá ainda neste ano, apesar de a legislatura expirar formalmente no início de 2013.

Leia também:  Tribunal ordena prisão de indicado para ser novo primeiro-ministro do Paquistão

A escolha de Pervez acontece em meio a uma profunda crise institucional suscitada pela inabilitação por parte da Suprema Corte do anterior chefe de Gabinete, Yousaf Raza Gilani, e a ordem de detenção contra seu possível substituto, Makhdoom Shahabuddin. O eleito para ser investido primeiro-ministro na tarde de hoje ocupou no recém-dissolvido Gabinete a pasta de Água e Energia e também enfrenta acusações de corrupção por um escândalo de desvio de verbas públicas e tráfico de influência.

Pervez foi contestado pelo fracasso de uma iniciativa para reduzir a escassez energética mediante o aluguel de usinas elétricas, o que custou bilhões de dólares aos contribuintes. Gilani foi cassado como primeiro-ministro na terça-feira, após ser condenado por desacato ao desobedecer a ordem judicial de escrever uma carta às autoridades suíças pedindo a reabertura de um caso em que o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, era acusado de corrupção.

Justiça: Suprema Corte do Paquistão desabilita primeiro-ministro

O seu provável substituto, Makhdoom Shahabuddin, está sendo procurado por ações corruptas durante o período em que foi ministro da Saúde, já que teria abusado de seu cargo para favorecer duas companhias farmacêuticas locais. Se não houver mais contratempos judiciais, Pervez será investido hoje primeiro-ministro para um mandato de apenas meio ano. A sessão de posse na Assembleia Nacional, onde a coalizão liderada pelo PPP conta com folgada maioria, acontecerá a partir das 17h30 locais (9h30 de Brasília). 

    Leia tudo sobre: paquistãogilanizardariShahabuddin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG