Informações prévias extraoficiais sugerem que 75 pessoas podem ter se afogado; embarcação aparentemente tentava chegar à Austrália para buscar asilo

Navios da Indonésia e da Austrália lançaram uma operação de resgate por cerca de 200 pessoas a bordo de uma embarcação que naufragou ao sul da ilha indonésia de Java enquanto aparentemente tentava alcançar a Austrália em busca de asilo, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais australianas. Teme-se que haja vários afogados.

Leia também:  Naufrágio na Indonésia deixa ao menos 58 desaparecidos

O barco naufragou a cerca de 200 km ao norte do território australiano da ilha de Christmas - e a cerca da mesma distância do sul da Indonésia - com "até 200" a bordo, disse o Serviço Alfandegário da Austrália em uma declaração. Ainda não está claro de onde eram os passageiros.

"Há cerca de 40 no casco e o resto está na água", disse o comissário de polícia do Estado da Austrália Ocidental, Karl O'Callaghan. "Algumas informações prévias sugerem que até 75 pessoas se afogaram, mas não confirmo essa informação por enquanto", afirmou.

A Austrália enviou duas embarcações e um avião à zona do naufrágio, e três barcos mercantes se uniram às operações de resgate, enquanto a Indonésia encaminhou dois navios de guerra para a área. O avião de vigilância australiano informou à agência do país que avistou na água sobreviventes usando coletes salva-vidas.

"Há sobreviventes, mas não podemos confirmar o número neste momento", disse a porta-voz da Autoridade Marítima Australiana de Busca e Resgate, Jo Meehan, à emissora de rádio ABC.

Meehan indicou que os trabalhos de resgate são coordenados pelas autoridades indonésias, uma vez que o naufrágio aconteceu em seu território, e antecipou que as operações serão mantidas durante a noite.

Infográfico:  Cem anos depois, Titanic mantém fascínio e perguntas sem resposta

Gagah Prakoso, porta-voz da Agência de Busca e Resgate da Indonésia, por sua vez disse que o navio estaria com 206 a bordo, mas não soube informar o país de origem dos passageiros ou de onde a embarcação tinha partido. "Enviamos dois navios de guerra, mas considerando-se as altas ondas e o mau tempo, não tenho certeza de que chegarão ao local hoje", afirmou.

O número de imigrantes ilegais interceptados pela Marinha australiana na ilha de Christmas, ao sul da ilha de Java, cresceu em maio e junho até superar 1 mil pessoas por mês, total que não era alcançado desde 2001, segundo dados oficiais da Austrália. Muitos do que buscam asilo vêm do Irã, Afeganistão e Sri Lanka.

*Com AP e EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.