Polícia francesa prende atirador e solta reféns em banco de Toulouse

Informação é dada depois de se ouvirem tiros na área; segundo autoridades, atirador tinha problemas psiquiátricos e alegou agir por motivos religiosos

iG São Paulo | - Atualizada às

Um atirador em um banco de Toulouse foi preso e dois de quatro reféns que ainda estavam em seu poder foram soltos, informou nesta quarta-feira o policial regional francês Frederic Tamisier. De acordo com ele, o atirador foi levemente ferido na operação, enquanto todos os quatro ex-reféns estão bem.

AP
Policiais franceses são vistos perto de banco onde atirador fez reféns em Toulouse

O anúncio foi feito depois de uma série de disparos terem sido ouvidos na área do banco. De acordo com as autoridades, o atirador tinha problemas psiquiátricos no passado e alegou estar agindo por razões religiosas. Inicialmente, a mídia francesa indicou que ele teria dito que tinha vínculos com a rede terrorista Al-Qaeda.

Após ter entrado entre 11h e 11h30 locais (6h e 6h30 de Brasília) na filial do banco CIC na Rua Camille Pujol, o atirador reivindicou a presença da tropa de elite da polícia francesa no local.

As forças de segurança estabeleceram um perímetro de segurança ao redor do banco para afastar os curiosos. Os pais dos alunos de uma escola vizinha ao banco foram chamados para buscar os filhos. A ação contra o atirador foi iniciada às 16h45 locais (11h45 de Brasília), quando os policiais invadiram a agência bancária.

Ataques de março: Veja cronologia dos ataques e do cerco a suspeito na França

O banco se encontra a algumas centenas de metros do local onde o RAID matou em março Mohammed Merah, que deixou sete mortos - três soldados , um rabino e três crianças judias - em ataques separados em Toulouse e nos arredores da cidade e se declarava integrante da rede terrorista Al-Qaeda.

*Com AP, Reuters, EFE e AFP

    Leia tudo sobre: françatoulouseatirador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG