Exausta, Nobel da Paz de Mianmar passa mal durante viagem histórica à Europa

Suu Kyi vomitou em saco entregue por assessor durante coletiva em Berna, após dizer que estava exausta por voo desde a Ásia e por série de eventos na Suíça

iG São Paulo | - Atualizada às

A Nobel da Paz Aung San Suu Kyi recebeu boas-vindas de estrela do rock enquanto embarcava para sua primeira viagem à Europa em 24 anos . Mas depois de uma série de aplausos de pé, discursos e recepções, ela passou mal na noite desta quinta-feira durante uma coletiva na Suíça.

Opositora: Nobel da Paz parte de Mianmar para sua 1ª viagem à Europa em 24 anos

Reuters
Líder da oposição de Mianmar, Aung San Suu Kyi, passa mal durante coletiva em Berna, Suíça

Efeito inesperado: Democracia em Mianmar abre portas para tráfico de drogas

A líder da oposição de Mianmar, de 66 anos, teve um mal-estar um pouco depois de dizer o quanto estava exausta por causa de sua longa viagem da Ásia para a Europa, que a levou a Genebra no fim da noite de quarta-feira. Ainda não se sabe o quanto sua aparente exaustão afetará o resto de seu cronograma apertado, que inclui fazer seu discurso de aceitação do Premiê Nobel em Oslo no sábado, depois de 21 anos de ganhar a premiação.

Suu Kyi estava com a aparência pálida enquanto era questionada ao lado do chanceler Didier Burkhalter na capital suíça, Berna. Depois de poucos minutos, ela pressionou um dedo contra os lábios e fez um sinal para um assessor, que correu até ela para lher dar um saco. Ela então se curvou e vomitou antes de ser retirada por funcionários locais.

Um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Suíça disse que Suu Kyi se recuperou o suficiente para participar brevemente de uma recepção com autoridades do governo, mas depois  retirou-se para seu quarto. "Ela está apenas um pouco cansada", disse o porta-voz Jean-Marc Crevoisier à Associated Press. "Eu estaria também depois do longo dia que ela teve."

Previamente, a mulher que se tornou um ícone do movimento democrático culpou a idade e a falta de costume com viagens pelo seu cansaço. "Tendo estado em um único lugar por tanto tempo, achei a viagem de avião para o Ocidente extremamente exaustiva e um pouco desorientadora, porque não pude me ajustar no novo horário tão rapidamente quanto conseguiria há 24 anos", disse. "Isso, obviamente, tem alguma relação com a idade e com a falta de prática."

A ONU em Genebra foi a primeira parada de um tour de duas semanas pela Europa. Sua aparição em uma conferência de trabalho na ONU fez com que funcionários pegassem seus celulares com câmera para tirar uma foto enquanto Suu Kyi sorria e apertava as mãos de quem vinha recebê-la.

Suu Kyi, que ficou sob prisão domiciliar durante 15 anos e já temeu um exílio permanente de Mianmar, tornou-se a embaixadora mais elétrica de seu país.

Durante essa viagem, espera-se que ela relate o quanto seu país mudou e o que precisa ser feito antes de usar a palavra democracia para descrevê-lo. Ela também planeja discursar perante as duas casas do Parlamento britânico, receber um doutorado honorário de Oxford, participar de um show do U2 em Dublin e fazer seu discurso de aceitação do Nobel em Oslo pelo prêmio recebido em 1991.

*Com AP

    Leia tudo sobre: mianmarsuu kyisuíçanobel da pazprêmio nobel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG