Esquerda da França lidera em eleição parlamentar, indicam bocas de urna

Projeções mostram empate entre socialistas de Hollande e conservadores de Sarkozy, mas outros partidos devem garantir maioria governista em Assembleia; 2º turno ocorre no dia 17

iG São Paulo | - Atualizada às

Candidatos de esquerda conseguiram forte apoio no primeiro turno das eleições parlamentares deste domingo na França, de acordo com pesquisas de boca de urna, em uma votação que é crucial para a agenda do presidente socialista François Hollande .

Austeridade: Novo governo começa com redução de 30% dos salários do Executivo

AP
Mulher beija presidente francês, François Hollande, depois de ele votar no primeiro turno das eleições parlamentares em Tulle, centro do país

Jornalista: Nova primeira-dama francesa procura seu próprio caminho

Como os socialistas já detêm o controle do Senado, a vitória socialista nas eleições da Assembleia Nacional (câmara baixa do Parlamento) daria ao líder francês um mandato para ousadas políticas fiscais e de gastos, com repercussões na Europa, continente que vive problemas de endividamento. Hollande deve apresentar um plano de orçamento revisado para o Parlamento no próximo mês. 

Ainda não está claro quem conquistará o controle da Assembleia depois do segundo turno decisivo de 17 de junho, mas algumas tendências importantes surgiram. Apesar de uma considerável perda de apoio em comparação com as eleições de 2007, o partido de direita União por um Movimento Popular (UMP), do ex-presidente Nicolas Sarkozy , aparece empatado com o Partido Socialista, com cerca de 35% dos votos. 

As agências de apuração TNS-Sofres, CSA, Ipsos e Ifop estimaram que os socialistas - e seus aliados - conquistaram entre 31% e 35% dos votos, enquanto a UMP obteve entre 34% e 35%. Mas as projeções mostram outros partidos de esquerda - que, espera-se, devem apoiar Hollande - alcançando entre 12% e 13% dos votos.

"É um bom resultado, mas temos de continuar mobilizados para o segundo turno", disse o chanceler Laurent Fabius, um socialista influente.

Projeções indicam que os candidatos do partido de extrema direita Frente Nacional, de Marine Le Pen, podem obter entre 13% e 14% dos votos neste domingo. As sondagens têm como base votos reais em seções eleitorais selecionadas em todo o país e estão em consonância com pesquisas feitas antes da votação . Resultados parciais devem ser divulgados na noite desde domingo.

Informações parciais indicam que o comparecimento eleitoral nas legislativas foi bem menor do que nas eleições presidenciais de abril. No total, cerca de 46 milhões de franceses foram convocados às urnas para escolher entre 6.603 candidatos em 577 circunscrições para renovar a Assembleia Nacional.

Os resultados das eleições parlamentares francesas poderiam ter repercussões para além das fronteiras do país, particularmente a pressão de Hollande contra as medidas de austeridade defendidas pela Alemanha para os governo europeus endividados.

*Com BBC e AP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG