Duas escolas do Canadá recebem pé e mão em pacotes

Ainda não está claro se restos mortais encontrados são de corpo que teria sido desmembrado pelo ex-ator pornô Luka Rocco Magnotta, preso na Alemanha

iG São Paulo | - Atualizada às

Restos humanos foram encontrados em duas escolas da cidade de Vancouver, oeste do Canadá, afirmou a polícia na terça-feira, no que parece ser o fato mais recente no caso de um ex-ator pornô suspeito de assassinar e desmembrar seu namorado de origem chinesa no fim de maio.

AP
Estudantes passam em frente da St. George's School, de Vancouver, que recebeu um pé em um pacote (05/06)

Os pacotes continham uma mão e pé humanos, disse a polícia canadense. Eles, porém, não quiseram confirmar se o incidente tem relação com Luka Rocco Magnotta, apelidado de "Psicopata Canadense", suspeito de matar o estudante Lin Jun, 33, filmar seu esquartejamento, publicar o vídeo na internet e enviar partes do corpo pelo correio .

O tronco desmembrado de Lin Jun foi encontrado em 29 de maio pela polícia no interior de uma mala jogada no lixo em Montreal. No mesmo dia, funcionários da sede do Partido Conservador do Canadá, em Ottawa, receberam um pacote que continha a mão esquerda de Lin Jun, e, horas depois, foi descoberto no escritório postal de Ottawa um segundo pacote, dirigido ao Partido Liberal do Canadá, que continha o pé esquerdo do jovem.

Preso em um cibercafé na Alemanha na segunda-feira, Magnotta, 29 anos, compareceu perante uma corte de Berlim na terça-feira. As autoridades canadenses agora preparam os documentos para pedir sua extradição, e há informações de que Magnotta não contestará a medida .

"O primeiro pacote continha o que parecia ser uma mão e foi aberto por um dos funcionários" de uma escola elementar de Vancouver, disse a polícia em comunicado. O segundo pacote "continha o que parecia ser um pé" e foi encontrado por um funcionário de outro colégio algumas horas depois, enfatizando que até o momento não havia "indícios da identidade" da vítima.

As encomendas chegaram às duas escolas por volta das 17h de Brasília. A False Creek Elementary School recebeu um pacote com a mão, enquanto o pé foi enviado à St. George School.

"A investigação se centrará em identificar a vítima e de onde foram enviados os pacotes", afirmou a polícia. Horas antes, as autoridades de Montreal haviam afirmado que a cabeça, a mão e o pé direitos de Lin Jun ainda não tinham sido encontrados.

Assista ao vídeo:

A polícia canadense acredita que Magnotta assassinou Lin Jun em 24 de maio e voou para Paris dois dias depois. Magnotta também postou na internet um vídeo que mostra o assassinato e posterior desmembramento do vídeo. A gravação, que a polícia tentou retirar da rede, também apresenta cenas de canibalismo e necrofilia.

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: Luka Rocco Magnottacanadáator pornôalemanhaottawavancouvermontreal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG