Construída sob protestos, Golden Gate completa 75 anos

Operadores de balsas e ambientalistas se opuseram ao projeto e muitos engenheiros duvidaram da construção de estrutura ousada

Reuters |

A ponte Golden Gate, um projeto legendário realizado contra todas as probabilidades e perigos, foi inaugurada 75 anos atrás em um domingo, em meio a protestos veementes e ao custo de 11 vidas.

Uma das mais admiradas e surpreendentes maravilhas do mundo feitas pelo homem, a ponte enfeitou milhões de cartões postais e já apareceu em um número incontável de filmes, mas no começo não foi recebida de braços abertos.

Leia também: Garota sobrevive à queda de ponte de 60 metros nos EUA

Reuters
Mark Meyer agita bandeira dos EUA próximo à Golden Gate

Operadores de balsas e ambientalistas se opuseram ao projeto e muitos engenheiros duvidaram que pudesse ser construída tão ousada estrutura sobre um estreito traiçoeiro no Oceano Pacífico. Os militares temiam que o colapso da Golden Gate pudesse bloquear o acesso à baía de San Francisco em tempo de guerra.

Alguns moradores da cidade chegaram a combater a ponte porque pensavam que poderia arruinar a bela vista, segundo relatam historiadores.

Kevin Starr, autor de "Golden Gate: The Life and Times of America's Greatest Bridge", disse que em quase uma década foram 2 mil ações na Justiça relacionadas à ponte.

Mas Starr afirmou que o litígio e os contenciosos se encerraram em grande parte nos anos 1920, permitindo aos construtores trabalhar rapidamente assim que as fundações foram erguidas em 1932, em uma forma inicial de cooperação público-privada.

"O presidente Obama fala em projetos prontos (que empregam mão de obra)", disse Starr em entrevista por telefone. "Este era um projeto desse tipo."

O período de menos de duas décadas entre a concepção e a finalização significa que o projeto da Golden Gate pode ser comparado ao da proteção contra terremotos que vem sendo posto em prática na Bay Bridge, a poucos quilômetros de distância, disse Starr.

A obra da Bay Bridge, de US$ 6,2 bilhões, deve ser concluída em 2013, ou seja, 24 anos depois que um forte terremoto literalmente fez com que as autoridades fossem lançadas à ação.

A construção da Golden Gate, a um custo de US$ 1,2 bilhão, em valores atualizados para os dias de hoje, foi uma tarefa hercúlea. Enquanto a ideia germinava nos prósperos anos 1920, no momento em que a obra se iniciava a Depressão havia deixado muita gente desesperada em busca de emprego.

"Lançada em meio a milhares de esperanças e temores, amaldiçoada e hostilizada com zombarias por milhares", foi o modo como o engenheiro-chefe, Joseph Strauss, descreveu a ponte em um poema escrito para marcar sua inauguração em 1937. Ele morreu menos de um ano depois.

Mesmo a cor laranja escuro da ponte foi um acidente. A cor foi usada no começo em um prime, enquanto os construtores decidiam como iriam pintá-la. A Marinha queria listras pretas e amarelas, para garantir que fosse vista em um estreito de difícil navegação para os marinheiros, por causa do denso nevoeiro, pesados ventos e fortes ondas oceânicas.

No final, as autoridades decidiram que gostaram da cor do prime, conhecida como Laranja Internacional, e ficaram com ela.

    Leia tudo sobre: golden gateeuapontesão francisco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG