Extremista da Noruega não apelará de veredicto se for considerado são

Breivik afirma que não terá base para recorrer de decisão se tribunal de Oslo o considerar penalmente responsável

iG São Paulo |

O extremista Anders Behring Breivik , que assumiu o duplo ataque que deixou 77 mortos na Noruega no ano passado, afirmou nesta quinta-feira que não recorrerá do veredicto se for considerado penalmente responsável pelo tribunal que o julga em Oslo.

Leia também: Sobrevivente de massacre na Noruega foi salva por sacrifício de amigo

Reuters
O extremista Anders Behring Breivik durante julgamento em Oslo, na Noruega

A questão crucial do julgamento é determinar a sanidade de Breivik e se ele será encaminhado a uma prisão ou à assistência psiquiátrica compulsória pelo ataque duplo. Uma avaliação psiquiátrica o caracterizou como psicótico e "delirante", enquanto outra o considerou competente mentalmente para ser enviado à prisão.

Em vários momentos Breivik contestou a primeira avaliação psicológica e afirmou que ser declarado insano seria uma humilhação.

O extremista assumiu a responsabilidade pelo duplo ataque, mas se declarou inocente das acusações criminais dizendo que suas vítimas tinham traído a Noruega ao abraçar a imigração.

“Se for considerado são, não terei base para nenhum acordo”, disse o extremista de 33 anos, citado pela emissora NRK, que acompanhou a audiência desta quinta-feira.

As declarações são feitas após dias de testemunhos de sobreviventes do massacre na Ilha de Utoya , quando o extremista norueguês atacou um acampamento juvenil. Muitas testemunhas disseram que Breivik sorria e emitia ‘sons de alegria’ durante o brutal ataque que deixou 69 mortos.

Nesta quinta-feira, o extremista negou tais informações. “Não é correto dizer que sorri e dei risada enquanto estava em Utoya”, afirmou, acrescentando que o fato de não demonstrar emoção no tribunal decorre de sua capacidade de esconder seus sentimentos. “Me sinto quase ferido mentalmente. Quando volto para a prisão, estou acabado.”

A sentença só será anunciada em junho.

Com AP e BBC

    Leia tudo sobre: breiviknoruega sob ataquenoruegautoyaoslo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG