Um dia após Otan confirmar retirada para 2014, Washington anuncia que Ryan Crocker só cumprirá um dos dois anos previstos no cargo

O embaixador dos Estados Unidos em Cabul, Ryan Crocker, deixará seu posto antes do previsto, confirmou a embaixada nesta terça-feira, um dia depois de a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) ter confirmado que as tropas internacionais darão por encerrada a sua missão no país asiático no final de 2014 .

Retirada: Afeganistão assumirá missões de combate em 2013, anuncia Otan

Compromisso: Obama promete 'não abandonar' afegãos após retirada de tropas

A previsão era de que Crocker, ex-embaixador no Paquistão, no Iraque e na Síria, nomeado embaixador em Cabul há 10 meses, permanecesse no cargo durante dois anos.

"Crocker confirmou com pesar que terá de deixar Cabul neste verão (a partir de julho no Hemisfério Norte)", indicou no Twitter a embaixada, que não deu mais informações sobre o assunto. "Não temos mais nada a dizer a respeito", disse à AFP um membro da embaixada.

Em 8 de maio, os Estados Unidos haviam informado que seu embaixador no Paquistão, Cameron Munter, deixará o cargo no verão depois de ter ocupado por dois anos esse posto.

Os líderes da Otan confirmaram na segunda-feira que o Afeganistão assumirá a responsabilidade da guerra contra a milícia islâmica do Taleban em meados de 2013 e que as tropas internacionais darão por encerrada sua missão nesse país no final de 2014, treze anos depois de seu início.

Saiba mais: Após dez anos da Guerra do Afeganistão, EUA buscam saída honrosa

Reunidos em uma cúpula extraordinária juntamente com seus sócios internacionais, os 28 membros da aliança concluirão, com isso, uma operação militar que há alguns anos sofre críticas da opinião pública, com um registro até o momento de mais de 3 mil militares e dezenas de milhares de civis afegãos mortos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.