Arrecadação da campanha de Obama cai para US$ 43,6 milhões em abril

Valor equivalente a R$ 86,9 milhões é menor que o de março, mas presidente segue à frente de Romney em arrecadação

iG São Paulo |

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, arrecadou US$ 43,6 milhões (R$ 86,9 milhões) em abril para sua campanha à reeleição e para o Partido Democrata. O valor é inferior ao obtido em março (US$ 53 milhões ou R$ 105,6 milhões), mas o presidente continua à frente de provável rival nas eleições de novembro , o republicano Mitt Romney, em arrecadação.

De acordo com relatórios federais, a campanha de Obama e do Partido Democrata tinha US$ 124 milhões (R$ 247,2 milhões) em dinheiro no banco no fim de março, enquanto Romney e o Partido Republicano tinha US$ 43 milhões (R$ 85,7 milhões).

Leia também: Romney e Obama se preparam para momento crítico da disputa eleitoral

AP
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, posa com David Beckham e outros jogadores do time de futebol Los Angeles Galaxy na Casa Branca (15/05)

De acordo com a campanha de Obama, mais de 400 mil pessoas – incluindo 169 mil que nunca tinham feito doações – contribuíram para a campanha em abril. Cerca de 98% das contribuições foram inferiores a US$ 250 (R$ 498,5) e a doação média foi de US$ 50,23 (R$ 100).

“Essa eleição será apertada, dados os desafios históricos que o presidente encontrou quando tomou posse”, afirmou o coordenador da campanha de Obama, Jim Messina, em um vídeo publicado no YouTube nesta quarta-feira.

Leia também: Obama arrecada US$ 15 milhões em jantar com George Clooney

Os números de maio são aguardados com expectativa pela campanha de Obama, que no dia 10 conseguiu a arrecadação recorde de US$ 15 milhões (R$ 29,9 milhões) durante um evento na casa do ator George Clooney .

Apelidado de "Starmageddon", o jantar na luxuosa mansão de Clooney em Studio City, ao norte de Los Angeles, reuniu a nata de Hollywood e de Washington.

Saiba mais: Veja o especial do iG sobre as eleições nos Estados Unidos

O caixa de Obama também engordou de maneira considerável com a decisão do presidente de apoiar publicamente a união entre os homossexuais, com a qual recuperou parte do entusiasmo da base liberal, atenuado desde sua campanha de 2008. Gays e lésbicas ricos, muitos dos quais se concentram na Califórnia e são o sustento de Hollywood, integram uma parcela muito importante dos doadores do presidente e aplaudiram seus comentários.

O anúncio sobre a arrecadação de abril foi feito no mesmo dia em que o grupo republicano Crossroads GPS afirmou que irá gastar US$ 25 milhões em anúncios contra Obama. A Crossroads GPS é um braço da American Crossroads, um “Super PAC” formado por Karl Rove, que foi assessor do ex-presidente George W. Bush (2001-2009).

Os Super PACs são comitês de ação política comitês independentes que podem arrecadar e gastar quantias ilimitadas durante as campanhas. A American Crossroads, por exemplo, arrecadou US$ 100 milhões (R$ 199,4 milhões) para tentar derrotar Obama nas eleições.

Com AP e Reuters

    Leia tudo sobre: eleição nos euaobamaeuaromneyarrecadação de fundosdemocratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG