Uganda anuncia captura de comandante de exército de Joseph Kony

Caesar Achellam seria o principal estrategista do Exército de Resistência do Senhor, cujo líder é tema do maior viral da história: 'Kony 2012'

iG São Paulo |

Caesar Achellam, comandante graduado do Exército de Resistência do Senhor (ERS), foi capturado pelo Exército de Uganda, anunciou neste domingo Felix Kulaigye, porta-voz militar. Achellam foi preso no sábado juntamente com sua mulher, sua filha mais nova e um ajudante depois de um combate entre soldados ugandenses e um grupo de 30 rebeldes.

iG explica: Saiba mais sobre Joseph Kony e o Exército de Resistência do Senhor

Reuters
Comandante do Exército de Resistência do Senhor Caesar Achellam é visto em Owiny Kibul em foto de setembro de 2006
Mobilização por 'Kony 2012': Separe os fatos das distorções

O comandante, que oficiais ugandenses dizem ser o principal estrategista militar do grupo rebelde, foi encontrado na República Central Africana, uma das várias nações onde o ERS opera. O líder do ERS mais procurado é Joseph Kony, suspeito de crimes de guerra que virou tema de "Kony 2012 ", o maior viral da história da internet .

De acordo com Kulaigye, "a prisão de Caesar Achellam é um grande progresso porque ele é importante. Sua prisão definitivamente causará uma mudança de opinião dentro do ERS".

A notoriedade global de Kony aumentou em meses recentes por causa do Kony 2012, que foi assistido dezenas de milhões de vezes desde que foi postado online pela ONG Invisible Children .

Ele é procurado pelo Tribunal Penal Internacional por estupro, mutilação e a morte de civis, assim como por recrutar à força crianças para servir como soldados e escravos sexuais.

'First Kill your Family': 'Kony 2012 não condiz com a realidade', diz autor

O representante especial da ONU para a África Central, Abou Moussa, disse no sábado que Kony tinha de se mudar constantemente para evitar ser capturado. "Ao contrário do que Kony costumava fazer - ficar um ou dois meses no mesmo lugar -, agora ele está se movendo quase diariamente, o que significa que a pressão está aumentando sobre ele."

O Exército de Uganda é auxiliado em sua caça por Kony por soldados de outras nações africanas e por forças especiais dos EUA . Estima-se que o grupo tenha entre 200 e 500 guerrilheiros.

*Com BBC

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG