Membro da Al-Qaeda procurado pelos EUA é morto no Iêmen

Fahd al-Quso era procurado por sua suposta conexão com o bombardeio ao destroyer da Marinha Americana, em outrubro de 2000

AFP |

O iemenita líder da Al-Qaeda, Fahd al-Quso, que era procurado por sua suposta conexão com o bombardeio ao destroyer (contratorpedeiro) da Marinha Americana, USS Cole, em outubro de 2000, foi morto neste domingo em um ataque aéreo no leste do Iêmen, informou um chefe tribal à AFP.

Leia também: Bin Laden queria reformar 'marca' Al-Qaeda, diz autor de livro

"Fahd al-Quso, que era procurado pelos Estados Unidos pelo ataque contra o USS Cole, foi morto hoje à noite (domingo) em um bombardeio americano na região Rafadh, na província de Shabwa", disse o chefe tribal Abdel Magid bin Farid al-Awlaqi.

O líder da Al-Qaeda foi morto quando dois mísseis atingiram uma área próxima à sua casa, em Rafadh, a leste de Ataq, capital da província de Shabwa, disse o chefe tribal, acrescentando que dois dos guarda-costas do suspeito também foram mortos no ataque.

Leia mais: EUA divulgarão últimos textos escritos por Bin Laden

O ataque ao navio da Marinha americana, realizado no porto do Iêmen de Aden, matou 17 marinheiros e feriu mais 40.

A Al-Qaeda reivindicou a responsabilidade pelo ataque ao USS Cole, realizado quando membros do grupo explodiram um barco carregado de explosivos contra o navio. O USS Cole estava no porto de Aden para um reabastecimento de rotina quando foi atacado.

    Leia tudo sobre: iêmeneuaataqueAl-Qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG