Nenhum grupo armado reivindicou a autoria da explosão

Pelo menos três pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas após a explosão de uma bomba em um centro urbano de Iligan, uma cidade industrializada a cerca de 800 quilômetros ao sudeste de Manila e com uma população que supera os 300 mil habitantes, informaram neste domingo fontes militares.

O porta-voz do Comando de Mindanao Ocidental, o tenente-coronel Randolf Cabangbang, disse à imprensa que a bomba explodiu no sábado à tarde, junto a uma farmácia e um estabelecimento comercial. As três vítimas fatais morreram no local da explosão, enquanto os feridos foram levados para hospitais próximos.

O militar disse que nenhum grupo armado reivindicou a autoria da explosão até o momento e que estão atrás da pista do indivíduo ou indivíduo que colocou o explosivo. O prefeito da cidade, Lawrence Cruz, nem descartou nem confirmou que o fato fosse obra da Frente Moro de Libertação Islâmica (FMLI), embora tenha apontado que há algum tempo que não se recebia ameaças desta organização muçulmana armada.

Os atentados à bomba no sul das Filipinas são em geral obra do FMLI, do Abu Sayyaf, outro grupo islâmico separatista mais radical, ou de grupos de delinquentes dedicados à extorsão de empresários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.