Terrorista suicida ataca hospedaria e mata sete em Cabul

Ataque reivindicado pela milícia islâmica do Taleban foi lançado horas depois da visita do presidente dos EUA à capital afegã

iG São Paulo |

A milícia islâmica do Taleban lançou um ataque menos de duas horas depois de o presidente dos EUA, Barack Obama, deixar o Afeganistão nesta quarta-feira, atingindo uma hospedaria de estrangeiros com um carro-bomba e militantes disfarçados de mulheres e deixando ao menos sete mortos.

Leia também: Obama e Karzai assinam acordo estratégico no Afeganistão

AP
Afegãos empurram carro destruído de cena de ataque em Cabul, Afeganistão
Saiba mais: Taleban lança ataques simultâneos em Cabul e no resto do país

Foi o segundo grande ataque em Cabul em menos de três semanas e destacou a habilidade do Taleban de atacar áreas com alto nível de segurança na capital. O atentado, registrado poucas horas depois da visita ao Afeganistão do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama , ocorreu às 6h15 locais no leste de Cabul, em uma zona na qual há uma base das tropas da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

De acordo com o chefe da polícia de Cabul, Mohammad Ayub Salangui, no meio da manhã a zona já estava sob o controle das forças de segurança afegãs, depois de ter sido registrado um tiroteio com um número indeterminado de rebeldes que invadiram o edifício.

O porta-voz do Taleban Zabiullah Mujahid reivindicou a autoria do ataque e disse que era uma resposta à visita de Obama, que chegou a Cabul na terça-feira em viagem surpresa.

"Ao saber que Obama vinha ao Afeganistão, nos preparamos para produzir essa operação em um dos locais mais importantes de Cabul. Esse ataque aconteceu por sua chegada e pela venda de nosso país aos americanos", afirmou Mujahid.

Obama, que já não se encontra no país, assinou com seu colega afegão, Hamid Karzai, uma aliança estratégica bilateral de dez anos de duração que inclui assistência militar e financeira americana às autoridades afegãs.

O acordo entrará em vigor após a conclusão, em 2014, da retirada das tropas internacionais desdobradas há uma década no Afeganistão. A visita coincidiu com o primeiro aniversário da morte do líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden , em uma operação produzida por comandos americanos na cidade de Abbottabad, situada ao norte de Islamabad, capital do vizinho Paquistão.

*Com EFE e AP

    Leia tudo sobre: obamaafeganistãocabultalebankarzai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG