Ativista cego da China está "sob proteção americana", diz advogado

Organização diz que Chen Guangcheng "está a salvo, mas não quer abandonar a China"

EFE |

O advogado cego Chen Guangcheng , um dos mais famosos dissidentes da China e que conseguiu burlar a prisão domiciliar à que tinha sido submetido e escapar de Pequim, se encontra "sob proteção americana", confirmaram à Agência Efe fontes de direitos humanos que acompanham o caso.

Leia também: Dissidente cego da China está na embaixada dos EUA, diz ativista

AP
Chen Guangcheng e Hu Jia aparecem juntos em local não revelado em foto divulgada por Zeng Jinyan, ex-mulher de Hu

As fontes, ligadas à associação de direitos humanos China Aid, com sede nos Estados Unidos, evitaram especificar se isso significa que o ativista está na embaixada americana em Pequim, como assegurou o diário "The Washington Post".

A organização Human Rights in China (HRIC), por sua vez, disse neste sábado que Chen "está a salvo, mas não quer abandonar a China". Nas últimas horas foi confirmada uma nova detenção de um familiar do dissidente em relação ao caso, seu sobrinho Chen Kegui, um dia depois da prisão de seu pai, Chen Guangfu, irmão mais velho do ativista cego.

Uma das pessoas que conduziu Chen até a capital chinesa, He Peirong, também foi detida na sexta-feira pela Polícia em sua casa na cidade de Nankín, segundo informou ontem a HRIC. Por sua parte, a organização Repórteres Sem Fronteiras manifestou hoje em comunicado que, se for confirmado um pedido de refúgio de Chen, "o Governo do país implicado deverá dar asilo político a ele".

A imprensa oficial e as autoridades chinesas não fizeram nenhuma declaração a respeito, nem informaram do caso. O advogado cego escapou de sua casa na noite do último domingo, auxiliado por vários amigos que o levaram a um lugar seguro fora da província de Shandong, onde se encontra sua casa.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG