Irã começa a fabricar réplica de avião não tripulado dos EUA

Avião modelo RQ-170 Sentinel foi capturado no início de dezembro perto da fronteira com o Afeganistão

EFE |

O Irã começou a fabricar uma réplica do avião não tripulado americano RQ-170 Sentinel que capturou no início de dezembro passado perto da fronteira com o Afeganistão, segundo afirmou neste domingo a agência local Mehr.

Disputa: Empresa do Irã enviará aviões não tripulados de brinquedo para Obama

Em declarações à agência, o general Amir Ali Hayizade, chefe da unidade aeroespacial do Corpo de Guarda Revolucionária da Revolução, assegurou que os especialistas iranianos "estão nas últimas etapas do projeto para decifrar os códigos do avião".

AP
Foto mostra general Amir Ali Hajizadeh (E), da Guarda Revolucionária, conversando sobre avião não tripulado RQ-170 (12/2011)
"Especialistas aeroespaciais do Corpo da Guarda Revolucionária começaram a fazer uma réplica do RQ-170 americano", disse Hayizade, destacando que a aeronave esteve em 2010 entre a Califórnia e o Afeganistão e que teve problemas técnicos, segundo os dados extraídos de seus equipamentos.

Ele também garantiu que o RQ-170 capturado havia voado sobre o local onde as forças americanas mataram Osama bin Laden no Paquistão duas semanas antes da morte do fundador da Al-Qaeda em 2 de maio de 2011.

Leia também: Irã descarta devolver avião não tripulado americano

Segundo informações de autoridades iranianas, o Irã recebeu pedidos de vários governos, entre eles os de Rússia e China, para examinar o RQ-170 americano, embora não tenha sido informado se técnicos desses países participaram das pesquisas sobre a aeronave.

Captura

No último dia 4 de dezembro, o Irã anunciou que havia capturado um avião espião RQ-170 Sentinel, o modelo mais moderno dos Estados Unidos, que tinha adentrado 225 quilômetros em seu espaço aéreo no leste do país, em uma área relativamente próxima à fronteira com o Afeganistão.

Após o anúncio iraniano, fontes da Otan e dos EUA reconheceram ter "perdido" um avião espião não tripulado no oeste do Afeganistão e assinalaram que seu desaparecimento havia ocorrido uma semana antes de Teerã informar sua captura.

Posteriormente, o próprio presidente americano, Barack Obama, pediu ao Irã a devolução do RQ-170, mas o ministro da Defesa iraniano, general Ahmad Vahidi, disse que o avião "já é propriedade da República Islâmica do Irã".

Mais tarde, o ministro de Assuntos Exteriores iraniano, Ali Akbar Salehi, descartou totalmente a devolução aos EUA do avião espião e disse que as decisões sobre a aeronave capturada estavam nas mãos do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã.

AP
Foto divulgada pelo Irã mostra avião não-tripulado (8/12)

    Leia tudo sobre: irãavião não tripuladoeuaaviãoréplica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG