Hollande vence primeiro turno da eleição presidencial na França, diz estimativa

Segundo jornal Le Monde, socialista conquistou 28,4% dos votos e irá disputar segundo turno com Nicolas Sarkozy, que obteve 25,5%

iG São Paulo |

Pesquisas de boca de urna realizadas após as eleições na França indicam que o socialista François Hollande e o presidente francês, Nicolas Sarkozy, vão para o segundo turno da eleição presidencial, que ocorrerá no dia 6 de maio. Segundo o  jornal francês Le Monde, o socialista obteve 28,4% dos votos, enquanto o atual presidente conquistou 25,5%.

Terceiro lugar: Marine Le Pen é a grande surpresa do primeiro turno na França

AP
Candidato socialista François Hollande discursa aos seus partidários

Marine Le Pen , candidata da extrema-direita, obteve 20% da preferência dos eleitores segundo a pesquisa, enquanto Jean-Luc Mélenchon, da frente de esquerda, conquistou 11,7%. O centrista François Bayrou, que nas últimas eleições presidenciais ficou em terceiro, terminou em quarto lugar, com 8,5%, de acordo com a estimativa.

Anteriormente, segundo previsão divulgada pela imprensa belga, o socialista venceria o primeiro turno, com 27% dos votos, contra 25% de Sarkozy.

"Hoje a noite, eu me torno o candidato de todos que querem virar a página", disse o candidato socialista François Hollande aos seus partidários reunidos em sua cidade natal, Tulle, no sul da França.

Enquanto isso, seu adversário, o atual presidente, afirmou em Paris que reconhecia a preocupação dos eleitores sobre o desemprego e a imigração e "a preocupação de nossos compatriotas de preservar seu estilo de vida".

Sarkozy pediu também três debates antes do segundo turno, um sobre economia, outro sobre assuntos sociais e um terceiro sobre relações internacionais. "Essa é uma eleição que pesará no futuro da Europa. É por isso que tantas pessoas estão nos observando", disse Hollande após a votação. "Eles estão se perguntando não tanto sobre o nome do vencedor, mas mais especificamente sobre as políticas que seguirá."

O resultado das pesquisas realizadas neste domingo acompanha as previsões realizadas nos últimos dois meses, de que Hollande e Sarkozy seriam os candidatos, que dentre os dez que concorreram, levariam a disputa para o segundo turno.

A participação das urnas foi considerada alta, chegando a 80,3% dos eleitores às 19h locais (14h de Brasília), de acordo com o jornal francês Le Monde. Na última eleição presidencial, cinco anos atrás, houve recorde de participação, com 84% dos eleitores nas urnas.

Saiba mais: Conheça os candidatos nas eleições presidenciais da França

As eleições na França podem ter implicações significativas para a Europa e o euro uma vez que o bloco passa por um momento marcado pela crise econômica e desemprego .

Sarkozy, que ocupa a Presidência desde 2007, prometeu reduzir o grande deficit orçamentário francês e combater a evasão fiscal. Ele também defende um ato chamado Buy European (Compre Produtos Europeus) para contratos públicos e ameaçou tirar a França da zona migratória comum europeia, alegando que alguns países-membros não têm feito o bastante para conter a imigração de não-europeus.

Já Hollande prometeu aumentar impostos sobre grandes corporações e pessoas que ganham mais de 1 milhão de euros por ano. Também defendeu um aumento no salário mínimo, a contratação de mais 60 mil professores e a redução na idade para aposentadoria de alguns trabalhadores, de 62 a 60.

Se eleito, Hollande será o primeiro presidente esquerdista da França desde François Mitterrand, que cumpriu dois mandatos entre 1981 e 1995. Sarkozy seria então o primeiro presidente a não vencer um segundo mandato desde Valery Giscard d'Estaing, em 1981.

Salários, pensões, impostos e desemprego são apontados como as principais preocupações dos eleitores franceses na atual votação.

Votação

Neste domingo, Sarkozy votou no seleto 16º distrito de Paris na companhia de sua esposa Carla Bruni, enquanto Hollande cumpriu com seu dever eleitoral na cidade de Tulle, centro da França, juntamente com sua companheira Valérie Trierweiler.

Eleitores: Candidatos disputam votos de 11 milhões de franceses indecisos

AP
Eleitores de Hollande comemoram resultado do primeiro turno em Paris
Sarkozy, que votou logo depois de sua mulher, deixou o centro de votação sem dar declarações, limitando-se a cumprimentar seus partidários que o aguardavam na rua.

Já Hollande saudou as pessoas presentes na mesa de votação e depois iniciou um giro pelos outros centros eleitorais da cidade.

"Estou atento, mobilizado. O dia que começa vai ser um longo momento. É um momento importante", declarou Hollande depois de votar às 10h10 (05h10 de Brasília) na escola Marie Laurent de Tulle.

*Com Reuters

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG