Sem acordo para orçamento, Holanda terá eleições antecipadas

Governo minoritário e oposição fracassaram em negociar cortes orçamentários

Reuters |

A Holanda deverá ter eleições antecipadas, após o fracasso das negociações sobre o orçamento, mas o primeiro-ministro, Mark Rutte, disse que vai tentar chegar a um acordo com o parlamento para manter a confiança dos mercados.

Leia também: Bruxelas exige que a Holanda cumpra os compromissos

"As eleições são de se esperar agora. Falarei com o parlamento sobre como lidar com essa situação", disse Rutte.

As negociações sobre o orçamento fracassaram entre o governo minoritário formado pelos liberais de Rutte e os democratas-cristãos e o populista Partido da Liberdade populista do político anti-imigração Geert Wilders.

Wilders rejeitou o pacote de cortes orçamentários e convocou eleições antecipadas "o mais cedo possível."

"Eu estava esperando que teríamos algo, mas este pacote é inaceitável para o nosso partido e o país", acrescentou. "É hora de chamar os eleitores holandeses", disse ele.

O desacordo sobre o orçamento, para o qual as negociações se arrastaram por semanas, ameaçou a estabilidade do governo de minoria. As medidas de ajuste são essenciais para que a Holanda retorne para um nível de déficit de 3% do PIB, objetivo da União Europeia.

    Leia tudo sobre: HolandaeleiçõesUnião Europeia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG