Oficiais afegãos frustram ataque e apreendem 10 toneladas de explosivos

Segundo autoridades do país, intenção era atacar região movimentada de Cabul; detenção ocorre seis dias após ataques coordenados

iG São Paulo |

Oficiais de segurança afegãos conseguiram frustrar um grande ataque a bomba, ao prender cerca de 10 toneladas de explosivos. A apreensão ocorreu juntamente à detenção de cinco extremistas no último domingo, segundo informou a Direção Nacional de Segurança.

Balck Hawk: Helicóptero do Exército americano cai em missão noturna

"Os militantes seguiam em um caminhão com matrícula paquistanesa e tinham posto os explosivos em 400 bolsas, que estavam escondidas sob quilos de batatas", afirmou em entrevista coletiva o porta-voz Shafiqullah Tahiri.

De acordo com Tahiri, os detidos três dos detidos são cidadãos do Paquistão e dois, do Afeganistão. As detenções foram feitas nos arredores de Cabul, onde os detidos confessaram ser parte do Taleban.

A intenção dos militantes era detonar os explosivos em um ponto da cidade que reúne muitas pessoas durante o dia.

Ataques

As detenções aconteceram seis dias depois do ataque coordenado lançados por talebans em Cabul e em outras três cidades contra edifícios oficiais, embaixadas e uma base das tropas internacionais da Otan desdobradas no país.

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, relacionou os ataques militantes de domingo passado no país a falhas de inteligência, especialmente da Otan.

Os violentos combates entre militantes e forças de segurança nas ruas do centro da capital do país, Cabul, e em outras três cidades terminaram após 18 horas de tiroteios, explosões e disparos de foguetes, deixando um total de ao menos 47 mortos: 36 militantes, oito policiais e três civis, segundo o ministro afegão do Interior, Besmillah Mohammadi.

"A infiltração de terroristas em Cabul e em outras províncias é uma falha de inteligência nossa e especialmente da Otan, e deveria ser seriamente investigada", disse o líder afegão.

*Com EFE e BBC

    Leia tudo sobre: afeganistãoataqueexplosivostalebanotancabul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG