Arábia Saudita deve estabelecer idade mínima para casamento, diz jornal

Nos últimos anos, casamentos forçados envolvendo meninas de 8 anos no país causaram indignação internacional

Reuters |

A Arábia Saudita deve estabelecer em breve uma idade mínima para o casamento, reagindo às críticas internacionais contra núpcias infantis, revelou um jornal nesta quarta-feira, ao citar uma fonte ministerial.

Costumes: Mulheres abandonam famílias para fugir de casamento forçado na Europa

AP
Na Arábia Saudita, o pai tem a guarda sobre suas filhas, podendo controlar quando e com quem elas se casam (foto de arquivo)

"O Ministério (da Justiça) adotou uma posição clara sobre os casamentos para menores e a questão foi levada aos reguladores", disse o diretor do departamento de matrimônios do ministério, Mohammed al Babetein, ao jornal Al Madina. Ele afirmou que o objetivo da mudança é "garantir a segurança de meninas". Segundo ele, a idade mínima ainda está sendo discutida.

Nos últimos anos, casamentos envolvendo meninas de apenas 8 anos viraram notícia e causaram indignação internacional.

Em maio, a imprensa local noticiou que o Conselho da Shoura, que assessora o governo saudita sobre novas leis, recomendou a adoção de uma idade mínima para o casamento, mas não houve notícias sobre medidas concretas depois disso.

A Anistia Internacional diz que há anos o governo promete adotar a idade mínima, mas a intenção não contribuiu para coibir casamentos precoces e forçados.

Na patriarcal sociedade saudita, regulamentada por uma austera versão do islamismo sunita, o pai tem a guarda sobre suas filhas, podendo controlar quando e com quem elas se casam.

Dote

Considerações financeiras eventualmente levam algumas famílias a casar filhas ainda crianças com homens muito mais velhos, em troca de um dote polpudo.

Iêmen: Casamento infantil dificulta situação de mulheres

Em 2010, a Comissão Saudita de Direitos Humanos, entidade ligada ao governo, contratou um advogado para ajudar uma menina de 12 anos a se divorciar do marido, um homem de 80 anos.

Clérigos sauditas defendem que seria preciso esperar pelo menos a puberdade da menina para que ela pudesse se casar.

    Leia tudo sobre: casamentocasamento forçadosauditaarábia sauditamulheres

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG