Pesquisa: Obama tem 14 pontos de vantagem sobre Romney entre mulheres

Índice se mantém positivo para líder dos EUA apesar de recente polêmica entre democratas e republicanos sobre papel de mulheres na vida pública

Reuters |

O presidente dos EUA, Barack Obama, tem uma vantagem de 14 pontos sobre o pré-candidato do Partido Republicano Mitt Romney entre os eleitores do sexo feminino, de acordo com pesquisa Reuters/Ipsos divulgada nesta terça-feira, depois de uma recente polêmica entre os partidos sobre o papel das mulheres na vida pública.

Campanha: Obama corteja voto das mulheres americanas para reeleição

AP
Obama faz flexões durante comemoração de Páscoa na Casa Branca (9/4)
Escolha: Questões sociais podem influenciar votos de mulheres americanas

De acordo com a sondagem de intenção de voto para as eleições presidenciais de novembro, 51% das eleitoras registradas preferem que o presidente, do Partido Democrata, seja reeleito, enquanto 37% apoiam Romney, o mais provável candidato republicano.

A pesquisa foi realizada entre 12 e 15 de abril, depois que um analista democrata criticou na TV a mulher de Romney por ficar em casa cuidando dos cinco filhos em vez de ter um emprego fora de casa.

O comentário acabou conduzindo a um debate sobre o papel da mulher na sociedade. Os republicanos usaram o tema como uma evidência de que os democratas não valorizam as mães que preferem ser apenas donas de casa.

Reação: Obama defende mulher de Romney após democrata dizer que ela 'nunca trabalhou'

Pesquisa: Obama bate Romney em 12 Estados-chave

Após o debate, houve poucas mudanças no modo como as mulheres veem os dois candidatos. Uma pesquisa da Reuters/Ipsos feita no início de março mostrava que Romney tinha o apoio de 38% das mulheres, apenas uma pequena diferença em relação à recente sondagem. Obama tinha então 54% - 3 pontos percentuais a mais do que na nova pesquisa.

O levantamento desta semana também mostrou apoio de 47% dos eleitores homens para Obama e de 43% para Romney, enquanto na pesquisa anterior os percentuais eram de 50% e 43%, respectivamente.

    Leia tudo sobre: eleição nos euaeuaobamarepublicanosromneymulheresvoto feminino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG