Site Huffington Post ganha seu primeiro Prêmio Pulitzer

Premiação representa marco no reconhecimento da comissão americana do prêmio em relação a organizações de mídia online

iG São Paulo |

O correspondente militar David Wood ganhou nesta segunda o Prêmio Pulitzer por seu trabalho "Beyond the Battlefield" (Além do Campo de Batalha, em tradução livre), marcando a primeira vez em que o site de notícias e opinião Huffington Post, lançado em 2005, foi agraciado com um dos principais prêmios mundiais em excelência no jornalismo, literatura e música. A premiação representa um marco no reconhecimento da comissão americana do Pulitzer em relação a organizações de mídia que atuam somente no meio online.

Arianna Huffington ao iG: 'Web deu ao público o controle da informação'

AFP
Foto feita por Massoud Hossaini em 6 de dezembro de 2011 mostra Tarana Akbari, 12 anos, em meio a mortos e feridos em atentado em Cabul

Wood passou décadas cobrindo guerras e, durante oito meses no ano passado, escreveu longamente sobre as vidas de veteranos gravemente feridos e de suas famílias no "Beyond the Battlefield", uma série em dez partes que ganhou o Pulitzer na categoria Reportagem Nacional - uma das 21 da premiação. No material, o correspondente militar explora os desafios emocionais enfrentados por soldados americanos feridos no Iraque e Afeganistão durante uma década de guerra.

"Estamos encantados e profundamente honrados com o prêmio, que tanto reconhece o trabalho exemplar de jornalismo de David quanto o compromisso do HuffPost com reportagens originais que afetem o diálogo nacional e as vidas de pessoas reais", disse Arianna Huffington , presidente e editora-chefe do Huffington Post Media Group.

"Desde o início, um dos principais pilares da filosofia editorial do HuffPost foi usar a narrativa e a contagem de histórias para humanizar dados e estatísticas e para ajudar a dar um testemunho aos obstáculos enfrentados por milhões de americanos. Estamos muito agradecidos pela vitória por essa série de reportagens, pelo reconhecimento da longa carreira de David Wood como correspondente militar e pela afirmação de que o grande jornalismo está prosperando na internet."

Na categoria fotografia ‘urgente’, o fotógrafo Massoud Hossaini da agência France Presse foi o vencedor com a imagem comovente de uma menina desesperada em meio a mortos e feridos depois de um ataque em Cabul. Para notícias ‘em cima da hora’, a equipe do Tuscaloosa News, do Alabama, foi vencedora pela cobertura que utilizou mídias sociais para fornecer notícias em tempo real. O prêmio consagrou vencedores também nas categorias de jornalismo: serviço público, reportagem investigativa, reportagem internacional, comentarista, entre outros.

    Leia tudo sobre: arianna huffingtonhuffington postpulitzerjornalismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG