Milhares de pessoas foram às ruas de Madri neste sábado para comemorar o 1º de Maio, mas não houv grandes adesões à passeata, apesar da crise e das políticas de austeridade aprovadas pelo governo para reduzir seu déficit fiscal." /

Milhares de pessoas foram às ruas de Madri neste sábado para comemorar o 1º de Maio, mas não houv grandes adesões à passeata, apesar da crise e das políticas de austeridade aprovadas pelo governo para reduzir seu déficit fiscal." /

1 de maio: manifestações em Madri

Milhares de pessoas foram às ruas de Madri neste sábado para comemorar o 1º de Maio, mas não houv grandes adesões à passeata, apesar da crise e das políticas de austeridade aprovadas pelo governo para reduzir seu déficit fiscal.

AFP |

Milhares de pessoas foram às ruas de Madri neste sábado para comemorar o 1º de Maio, mas não houv grandes adesões à passeata, apesar da crise e das políticas de austeridade aprovadas pelo governo para reduzir seu déficit fiscal.

"Mantivemos por alguns anos uma excessiva calma sindical, e agora é difícil colocar os motores funcionando novamente", desabafou para a AFP Cayo Lara, secretário-geral do partido Esquerda Unida.

Segundo os organizadores, cerca de 60 mil pessoas participaram da passeata na capital espanhola. Para a polícia, apenas 16 mil se mobilizaram.

A Espanha saiu brutalmente em 2008 de um período de vários anos de forte crescimento econômico e de enriquecimento.

Agora, não faltam razões de descontentamento. Na sexta-feira, a taxa de desemprego superou oficialmente os 20%, afetando 4,6 milhões de pessoas. O governo iniciou uma política de austeridade para reduzir os déficits públicos, o que implica em aumento de impostos, além de estudar uma reforma do sistema previdenciário, planejando a mudança da idade legal para aposentadoria.

Mas, ao contrário de Portugal e Grécia, dois outros países da zona euro pressionados pelos mercados por seus déficits públicos, os espanhóis não vêm se manifestando com mais força por seus direitos sociais nos últimos meses.

fz/sgi/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG