Os 20 filmes imperdíveis da Mostra de São Paulo 2012

Produções de Abbas Kiarostami, Sarah Polley, Ken Loach e longa sobre o músico Tim Buckley estão entre os destaques

iG São Paulo |

Em sua 36ª edição, a Mostra Internacional de São Paulo tem cerca de 100 filmes a mais em relação ao ano passado: são por volta de 350 produções, sendo que todas as estrangeiras são inéditas no país.

Siga o iG Cultura no Twitter

É coisa demais. Para tentar achar um rumo em meio a longas do mundo inteiro, o iG traçou um pequeno guia com os filmes que você não pode deixar de ver. Há muitos premiados em festivais, uma comédia romântica com Pierce Brosnan, um debate sobre a polêmica da eutanásia, Seth Rogen e Michelle Williams numa crise conjugal e até uma cinebiografia do roqueiro Jeff Buckley. Espie as dicas e faça sua programação, que está completa no site oficial .

"Além das Montanhas"
De Cristian Mungiu, Romênia, 155 minutos
Ganhador da Palma de Ouro por "4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias" (2007) Cristian Mungiu voltou a Cannes neste ano e saiu de lá com o prêmio de melhor roteiro e atriz , dividido entre as protagonistas. Em "Além das Montanhas" , Alina (Cristina Flutur) sai da Alemanha para buscar a amiga, Voichita (Cosmina Stratan), moradora de um monastério no interior da Romênia. As duas cresceram juntas num orfanato e planejaram diversas aventuras para o futuro, mas agora Voichita só tem olhos para Deus. Desse embate sai uma análise naturalista da fé e da sociedade moderna, em mais um exemplar forte da safra do cinema romeno.
Quinta (25), às 14h, no Espaço Itaú Pompeia
Sexta (26), às 14h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3
Domingo (28), às 15h50, no Reserva Cultural
Terça (30), às 19h30, no Espaço Itaú Augusta
Quarta (31) às 21h10, Espaço Itaú Frei Caneca 1

Divulgação
Toni Servillo em 'A Bela que Dorme'

"A Bela que Dorme"
De Marco Bellocchio, Itália, 115 minutos
O diretor de "Vencer" recupera, em "A Bela que Dorme" , o caso de Eluana Englaro, uma das mais famosas batalhas pela eutanásia na Itália. Às portas do Vaticano, o pai da garota lutou por 17 anos nos tribunais para que a garota, em estado vegetativo depois de um acidente de carro, parasse de ser alimentada. Com toda a atenção da imprensa, a batalha mobilizou multidões a favor e contra a decisão. Bellochio discute o assunto de maneira plural, num elenco numeroso, com o espetacular Toni Servillo ("Il Divo"), Isabelle Huppert e Alba Rohrwacher, e critica a classe política italiana.
Sexta (19), às 17h35, no Cine Livraria Cultura 1
Sexta (26), às 21h50, no Espaço Itaú Augusta
Sábado (27), às 21h30, no Espaço Itaú Frei Caneca 4
Segunda (29), às 17h50, no Cine Sabesp
Terça (30), às 21h30, no Espaço Itaú Frei Caneca 3

"A Caça"
De Thomas Vinterberg, Dinamarca, 115 minutos
Um dos expoentes do Dogma 95 com "Festa de Família", Thomas Vinterberg andava em baixa, mas começou a se reerguer com "Submarino". Em "A Caça" , mostra estar em boa forma ao contar a história de Lucas (Mads Mikkelsen, premiado em Cannes pelo papel), professor que, após um divórcio doloroso, inicia uma nova fase. Isso até a filha do melhor amigo fabricar uma acusação de abuso sexual e sua vida promissora ir rumo ao ralo. Mas Lucas não vai ficar parado.
Terça (23), às 22h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3
Quinta (25), às 21h50, no Cine Sabesp
Domingo (28), às 16h, no Espaço Itaú Frei Caneca 5
Terça (30), às 19h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3
Quinta (1º), às 18h, no Espaço Itaú Augusta

Divulgação
Os desajustados de 'A Parte dos Anjos'

"A Parte dos Anjos"
De Ken Loach, 101 minutos, Reino Unido
Em cartaz no Brasil com o drama de guerra "Rota Irlandesa" , Ken Loach deixa o peso dos dramas sociais na comédia "A Parte dos Anjos" . No início não parece muito, quando Robbie é condenado a centenas de horas de serviço comunitário por uma agressão e, na sequência, é espancado pelos capangas do pai da namorada, grávida. Mas a desgraceira dá um tempo quando ele fica amigo de um bando de desajustados e, começando a se interessar por uísque, bola um plano para sair da sarjeta. O filme, marcado pelo forte sotaque escocês, recebeu o Prêmio do Júri do Festival de Cannes .
Sexta (19), às 23h30, no Espaço Itaú Frei Caneca 1
Sábado (20), às 19h, no Cinemark Cidade Jardim
Segunda (22), às 21h25, no Espaço Itaú Frei Caneca 2
Terça (23), às 21h45, no Reserva Cultural
Sábado (27), às 15h45 no Cine Livraria Cultura 1

Divulgação
'Alpes': a estranheza do novo cinema grego

"Alpes"
De Yorgos Lanthimos, Grécia, 93 minutos
A curiosa safra do novo cinema grego tem como um de seus expoentes o impressionante "Dente Canino", que conseguiu até uma indicação ao Oscar de filme estrangeiro. O mesmo diretor volta agora com "Alpes" , que substitui a violência pelo luto, ao seguir um grupo de amigos que ajuda familiares a superar a perda de entes queridos imitando os mortos nos mínimos detalhes. Eles se chamam por nomes de montanhas e, eventualmente, começam a ir longe demais. Ganhador do prêmio de melhor roteiro em Veneza .
Terça (23), às 15h, na Faap
Quinta (25), às 16h15, no Cine Sabesp
Terça (30), às 22h20, no Espaço Itaú Augusta

"Après Mai"
De Olivier Assayas, França, 122 minutos
O diretor da minissérie "Carlos" e do adorado "Horas de Verão" volta à sua juventude em "Après Mai" – na tradução, "depois de maio", uma alusão óbvia a 1968. O filme retrata os herdeiros daqueles anos loucos e se apoia em 1971, através de Gilles (Clément Métayer, alterego do diretor), que antes da faculdade se dedica a protestar e despertar a consciência da população para os problemas do mundo. Um dos filmes mais elogiados do último Festival de Veneza, tem no elenco Lola Créton ("Adeus, Primeiro Amor") e Dolores Chaplin, neta do próprio.
Sexta (26), às 23h, no Cine Livraria Cultura 1
Sábado (27), às 23h, no Reserva Cultural
Domingo (28), às 19h, no Cinemark Eldorado
Segunda (29), às 21h, no Cinemark Metrô Santa Cruz

Divulgação
Isabelle Huppert, Michel Piccoli e Catherine Deneuve em 'Linhas de Wellington'

Adeus a Raúl Ruiz
O genial cineasta chileno de "Mistérios de Lisboa" morreu em agosto do ano passado , mas deixou três projetos para ver a luz do dia. Ruiz estava montando "La Noche de Enfrente", narrativa sobre as três fases da vida de um homem, quando sucumbiu a uma infecção pulmonar. O filme está na programação da Mostra, assim como o média-metragem documental "Ballet Aquatique", um de seus últimos projetos, que retoma as ideias do francês Jean Painlevé. A homenagem se completa no drama histórico "Linhas de Wellington", com roteiro de Ruiz e dirigido por sua mulher, Valeria Sarmiento. No elenco estelar estão John Malkovich, Marisa Paredes, Michel Piccoli, Isabelle Huppert e Catherine Deneuve.
"La Noche de Enfrente"
Sexta (19), às 15h50, no Cinesesc
Terça (30), às 20h20, no Espaço Itaú Frei Caneca 2
Quinta (1º), Às 18h20, no Reserva Cultural
"Ballet Aquatique"
Terça (23), às 14h, no Cinesesc
Quarta (24), às 11h, na Faap
Sábado (27), às 14h, no Cinesesc
Segunda (29), às 14h, no Cinusp
Terça (30), às 19h30, na Cinemateca - Sala BNDES
"Linhas de Wellington"
Sábado (27), às 15h10, no Cinesesc
Domingo (28), às 19h30, no Cine Livraria Cultura 1

"Infância Clandestina"
De Benjamín Ávila, Argentina, 112 minutos
Representante da Argentina no Oscar 2013 e mais novo candidato a coqueluche nas bilheterias, a coprodução com o Brasil tem agradado plateias mundo afora. Livremente baseado na história real do diretor, "Infância Clandestina" segue um garoto de 12 anos, Juan, filho de um casal de guerrilheiros durante a ditadura militar argentina, que precisa assumir uma nova identidade para não expor os pais. "Infância Clandestina" explora os conflitos decorrentes da manobra e os amores inevitáveis da idade.
Terça (30), às 21h, no Cinespaço Granja Vianna
Quarta (31), às 14h, no Reserva Cultural

Divulgação
Pierce Brosnan em 'Love Is All You Need'

"Love Is All You Need"
De Susanne Bier, Dinamarca, 116 minutos
Depois da vitória de "Em Um Mundo Melhor" no Oscar de melhor filme estrangeiro, a dinamarquesa Susanne Bier resolveu investir numa temática mais leve e concebeu esta comédia romântica situada numa cidadezinha italiana às margens do Mediterrâneo. Trine Dyrholm, protagonista de "Em Um Mundo Melhor", retorna como uma cabeleireira que descobre um caso do marido e viaja para a Itália para o casamento da filha. Ela só não imaginava que o pai do noivo fosse ser um coroa boa-pinta, interpretado por ninguém menos que Pierce Brosnam. Se não desperta a mesma admiração do filme interior, "Love Is All You Need" garante ao menos belas paisagens e um sorriso no rosto.
Sábado (27), às 17h20, no Espaço Itaú Frei Caneca 4
Segunda (29), às 14h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3
Terça (30), às 21h30, no Reserva Cultural
Quarta (31), às 16h, no Cinesabesp
Quinta (1º), às 20h10, no Espaço Itaú Augusta

"Tabu"
De Miguel Gomes, Portugal, 119 minutos
O celebrado diretor de "Aquele Querido Mês de Agosto" ganha uma retrospectiva de sua obra nesta Mostra e exibe seu último trabalho, "Tabu" , premiado no Festival de Berlim , que faz uma homenagem explícita ao cineasta alemão F.W. Murnau – cujo "Nosferatu" será exibido ao ar livre no Ibirapuera. Filmado em preto e branco, "Tabu" é dividido em duas partes. A primeira é focada na relação entre duas vizinhas de um velho de prédio de Lisboa. Quando a velha Aurora morre, se descobre uma antiga história de amor, situada 50 anos antes, na África.
Sexta (19), às 21h10, no Cinesesc
Sábado (20), às 23h30, no Espaço Itaú Frei Caneca 1
Domingo (21), às 18h30, na Cinemateca - Sala BNDES
Segunda (22), às 20h50, no Cinemark Eldorado

Divulgação
Cena do filme 'O Gebo e a Sombra'

"O Gebo e a Sombra"
De Manoel de Oliveira, Portugal, 91 minutos
Cineasta mais idoso em atividade no mundo, o português Manoel de Oliveira, aos 103 anos, continua produzindo filmes instigantes, que só aumentam a admiração de sua obra. Exibido no Festival de Veneza, "O Gebo e a Sombra" conta a história de Gebo (Michael Lonsdale) que, mesmo com idade avançada, continua trabalhando para sustentar a família e aguarda ansioso o retorno do filho, João. Se unem à espera angustiante a nora de Gebo (Leonor Silveira) e sua mulher, interpretada pela italiana Claudia Cardinale, que virá ao Brasil apresentar o longa-metragem.
Quarta (24), às 21h30, no Cinesesc
Segunda (29), às 17h, na Cinemateca - Sala BNDES
Terça (30), às 22h40, no Cine Livraria Cultura 1
Quarta (31), às 19h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3

Divulgação
Penn Badgley como Jeff Buckley

"Saudações de Tim Buckley"
De Daniel Algrant, EUA, 90 minutos
A cinebiografia de Jeff Buckley, roqueiro morto aos 29 anos, quando começava a alcançar a fama, volta a 1991, quando ele, desconhecido, é convidado a participar de um show tributo a seu pai, o ícone folk Tim Buckley, também morto precocemente. O filme mistura, então, a narrativa com 1966, fazendo um paralelo entre pai e filho. A homenagem a Tim consolidou a consolidou de Jeff, que a partir dali fez sua carreira decolar. O galã Penn Badgley, da série "Gossip Girl", tem o papel principal.
Sexta (19), às 19h, no Cinemark Cidade Jardim
Sábado (20), às 14h, no Cinesesc
Domingo (21), às 17h50, no Cine Livraria Cultura
Quarta (24), às 21h, no Cinemark Metrô Santa Cruz
Sexta (26), às 20h30k, na Cinemateca - Sala BNDES

"Perder a Razão"
De Joachim Lafosse, Bélgica, 114 minutos
Um triângulo delicado move "Perder a Razão", candidato da Bélgica no Oscar 2013 e que une novamente Niels Arestrup e Tahar Rahim, a dupla de "O Profeta". Rahim vive um jovem marroquino que desde jovem vive na França na companhia de Arestrup, médico que é praticamente um pai para ele. O rapaz se apaixona e tem um filho com a personagem de Émilie Dequenne – melhor atriz da mostra Um Certo Olhar em Cannes –, que insiste para o casal sair de debaixo das asas do médico, que não aceita a situação nada bem. Tensão das boas, com um elenco expecional.
Sábado (20), às 16h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3
Domingo (21), às 19h30, no Cine Sabesp
Quarta (24), às 14h, no Cine Sabesp
Quinta (25), às 16h, no Espaço Itaú Frei Caneca 5
Sexta (26), às 15h50, no Espaço Itaú Augusta

Divulgação
A trupe de 'Reality',de Matteo Garrone

"Reality"
De Matteo Garrone, Itália, 115 minutos
O premiado diretor de "Gomorra" volta suas lentes para a televisão ao contar a história de Luciano (Aniello Arena, um presidiário na vida real), peixeiro que sofre para sustentar a mulher e os três filhos. Ele adora aparecer, improvisando números a torto e a direito, e por isso é estimulado a se inscrever para um novo reality-show na TV italiana. É aí que Luciano perde o pé na realidade e o filme ganha ares fantásticos. "Reality" venceu o Grande Prêmio do Júri em Cannes, informalmente o segundo lugar da competição.
Sexta (19), às 15h50, no Espaço Itaú Frei Caneca 6
Segunda (22), às 21h30, no Espaço Itaú Pompeia
Terça (23), às 21h15, no Cinesesc
Quarta (24), às 21h40, no Cine Sabesp
Quinta (25), às 21h30, no Espaço Itaú Frei Caneca 3

"Um Alguém Apaixonado"
De Abbas Kiarostami, França/Japão, 109 minutos
Em seu segundo projeto internacional depois de "Cópia Fiel" , o iraniano Abbas Kiarostami foi ao Japão para contar uma história de amor improvável em "Um Alguém Apaixonado" . Uma jovem garota de programa encontra um professor e tradutor idoso. Não é bem uma tensão sexual que se estabelece entre eles, mas é suficiente para provocar os ciúmes do violento namorado da moça. Mais um experimento do cineasta, que desafia as expectativas do espectador.
Domingo (28), às 20h20, no Cinesesc
Segunda (29), às 21h50, no Reserva Cultural
Quarta (31), às 16h50, no Espaço Itaú Frei Caneca 1
Quinta (1º), às 21h, no Cinemark Cidade Jardim

Divulgação
'Na Neblina', do diretor bielorrusso Sergei Loznitsa

"Na Neblina"
De Sergei Loznitsa, Rússia, 127 minutos
O bielo-russo Sergei Loznitsa tem chamado tanto a atenção que ganhou até uma retrospectiva nesta edição da Mostra e virá ao Brasil. Documentarista experiente, ele ganhou os holofotes com seus primeiros trabalhos de ficção. O sombrio "A Felicidade" balançou Cannes em 2010 pela crueldade dos personagens, enquanto "Na Neblina" saiu do festival este ano com o prêmio da crítica . A história do filme se passa durante a Segunda Guerra Mundial, quando o funcionário de uma ferrovia na Bielorrússia é acusado de sabotagem. Prestes a ser executado, numa reviravolta ele é libertado e passa a ser perseguido por aqueles descontentes com a decisão.
Sábado (27), às 20h40, no Espaço Itaú Frei Caneca 1
Segunda (29), às 21h40, no Cine Sabesp
Terça (30), às 15h, na Faap
Quarta (31), às 21h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3
Quinta (1º), às 14h, no Espaço Itaú Frei Caneca 3

"Postcards from the Zoo"
De Edwin, Indonésia, 95 minutos
A fantasia habita o mundo de "Postcards from the Zoo" , em que a garotinha Lana é abandonada ainda pequena em um zoológico de Jacarta e criada pelos cuidadores e animais do local. Adulta, ela é surpreendida pela notícia de que precisa sair dali, bem no momento em que conhece um mágico vestido de cauboi. Candidato ao Urso de Ouro no Festival de Berlim, o longa-metragem tem ganho fãs pela estranheza e por suas imagens belíssimas.
Sábado (27), às 19h40, no Espaço Itaú Frei Caneca 4
Domingo (28), às 22h, no Espaço Itaú Frei Caneca 5
Segunda (29), às 20h, no Espaço Itaú Frei Caneca 6

"Entre o Amor e a Paixão"
De Sarah Polley, Canadá, 116 minutos
Além de excelente atriz, Sarah Polley surpreendeu o mundo com uma impactante estreia na direção, "Longe Dela" (2006). Em seu segundo filme como cineasta, ela mantém a qualidade ao discutir as tentações da vida conjugal, quando a bela Margot (Michelle Williams), casada com Lou (Seth Rogen), passa a fantasiar um relacionamento com o vizinho sexy (Luke Kirby). "Entre o Amor e a Paixão" tem feito sucessos nos festivais da América do Norte. A humorista Sarah Silverman participa em um raro papel dramático.
Sexta (19), às 21h40, no Espaço Itaú Pompeia
Sábado (20), às 18h20, no Espaço Itaú Frei Caneca 5
Domingo (21), às 21h30, no Cine Livraria Cultura 2
Quarta (31), às 21h15, no Espaço Itaú Frei Caneca 6

Divulgação
A protagonista de 'A Feiticeira da Guerra'

"Canção para o Meu Pai"
De Amos Gitai, França/Suíça, 82 minutos
Um dos convidados da Mostra, por quem já foi homenageado, o israelense Amos Gitai volta ao país para apresentar o documentário "Canção para o Meu Pai" . Assim como reconstituiu a relação com a mãe em "Carmel" (2009), também incluído na programação deste ano, o diretor retoma agora a história do pai, o polonês Munio Gitai. Arquiteto de formação como ele, Amos recupera os estudos dele na Bauhaus, seu julgamento pelos nazistas como traidor, a mudança para a Palestina, o trabalho profissional, trechos de cartas e poemas, narrados pelo próprio diretor, pela alemã Hanna Schygulla e por Jeanne Moreau (também colaboradora de "Carmel"). Um mosaico sensível e interessante.
Sexta (26), às 19h, no Cinusp
Sábado (27), às 22h, no Cinesesc
Domingo (28), às 22h35, no Cine Livraria Cultura 1
Segunda (29), às 14h40, no Espaço Itaú Frei Caneca 2
Terça (30), às 19h, no Cinemark Cidade Jardim

"A Feiticeira da Guerra"
De Kim Nguyen, Canadá, 90 minutos
Vencedor do prêmio de melhor atriz do Festival de Berlim, "A Feiticeira e a Guerra" mostra o horror dos conflitos na África ao colocar a jovem Rachel Mwanza no papel de uma garota-soldado de 12 anos no Congo. Depois de ser obrigada a matar seus pais e ver seu vilarejo em chamas, Komona é levada para a mata e se integra à milícia rebelde, mediante uma espécie de lavagem cerebral. Ela tenta fugir dessa realidade na relação com um garoto albino, mas espectros de vítimas do passado assombram a menina. "A Feiticeira da Guerra" roubou corações no circuito internacional de festivais.
Sexta (19), às 14h, Cinesesc
Domingo (21), às 21h, no Cinemark Eldorado
Segunda (29), às 19h, no Cinemark Cidade Jardim

    Leia tudo sobre: mostra de são paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG