Polícia investiga morte de Jackson, em meio à expectativa do funeral

As autoridades ampliaram neste domingo as investigações sobre a morte de Michael Jackson, após ser encontrado na residência do astro pop um forte sedativo, enquanto 1,6 milhão de pessoas aguardavam o resultado da loteria para participar de seu funeral.

AFP |

Uma fonte policial disse ao jornal Los Angeles Times que o Propofol, um forte sedativo utilizado para anestesia geral, foi encontrado na casa em Bel-Air onde o cantor morreu, de parada cardíaca, aos 50 anos.

A investigação da polícia de Los Angeles e da agência federal antidrogas (DEA) se concentra na possibilidade de Jackson ter abusado de medicamentos prescritos, e envolve "ao menos cinco médicos".

A polícia já interrogou o médico pessoal do astro pop, Conrad Murray, mas assinalou que ele é uma testemunha, e não um suspeito.

Após dez dias do falecimento, persistem as especulações sobre onde o corpo de Jackson será enterrado.

Segundo vários jornais americanos, Jackson será sepultado em um cemitério de Los Angeles antes do funeral aberto ao público, na terça-feira, no estádio Staples Center de Los Angeles, a partir das 10H00 local (14H00 Brasília).

Mais de 1,6 milhão de pessoas se inscreveram para o sorteio que entregará ingressos para a cerimônia fúnebre, e o resultado sairá na noite deste domingo.

Os organizadores da despedida do "rei do pop" distribuirão 17.500 ingressos, sendo 11 mil para a cerimônia no estádio Staples Center e os demais para o Nokia Theatre, onde o evento será exibido em telões.

Embora não tenham sido dados detalhes de como será a cerimônia, os organizadores informaram que o evento, de 90 minutos, será uma celebração à vida do "rei do pop". O Staples Center pertence ao grupo AEG, organizador dos 50 concertos que Michael Jackson realizaria em Londres a partir de 13 de julho.

Para evitar distúrbios, não haverá cortejo fúnebre e a não haverá telões no entorno do Staples Center transmitindo a cerimônia.

Temendo que o centro de Los Angeles seja invadido por fãs de Jackson, que vendeu 750 milhões de discos durante mais de 40 anos de carreira, as autoridades estão pedindo às pessoas que acompanhem o funeral pela TV.

Os organizadores informaram que a transmissão da cerimônia estará à disposição de todas as emissoras americanas e estrangeiras interessadas.

A polícia vai mobilizar 1.400 agentes para o funeral e planeja bloquear várias ruas em torno do Staples Center.

Na noite de sábado, Madonna homenageou Jackson durante seu show no 02 Arena, em Londres, a mesma casa onde o "rei do pop" faria uma série de concertos.

Com várias imagens de Jackson criança e um sósia do astro pop, que dançou no palco, Madonna gritou: "Para um dos maiores artistas que o mundo já conheceu! Longa vida ao rei!".

du/mvv/LR

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG