Médico de Michael Jackson grava vídeo e garante ter dito a verdade

LOS ANGELES ¿ O médico de Michael Jackson, Conrad Murray, alvo da investigação sobre as causas da morte do Rei do Pop, assegurou ter dito toda a verdade à polícia em suas primeiras declarações públicas, gravadas em um vídeo divulgado nesta terça-feira.

AFP |

AP / Reprodução

Conrad Murray: vídeo para se explicar

"Quero agradecer a todos os meus pacientes e amigos que me enviaram mensagens amáveis por correio eletrônico e cartas para expressar seu apoio, e por suas orações para mim e minha família", disse Murray em uma mensagem.

O cardiologista estava ao lado de Jackson quando este sofreu uma parada cardíaca no dia 25 de junho.

"Por tudo o que está acontecendo, tenho medo de atender às chamadas telefônicas e de usar o meu e-mail. Por isso, gravei este vídeo para dizê-los que recebi as mensagens", acrescentou.

Depois de agradecer pelas mensagens que, segundo disse, deram a ele força para suportar esta situação, que o levou a ser submetido a vários interrogatórios e revistas em sua casa e em seus consultórios de Houston (Texas, sul) e de Las Vegas (oeste), Murray afirma que foi sincero.

"Fiz tudo o que pude, disse a verdade e tenho fé de que a verdade vai prevalecer", disse o médico, que está praticamente recluso desde a morte do cantor que, aparentemente, sucumbiu depois de receber uma injeção de um forte sedativo, o propofol, quando estava sob seus cuidados.

Leia mais sobre: Michael Jackson

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG