Mãe de Jackson obtém guarda das crianças

LOS ANGELES ¿ De acordo com as últimas determinações de Michael Jackson, a mãe dele, Katherine Jackson, obteve a guarda dos três filhos do Rei do Pop, após um acordo, anunciado nesta quinta-feira, com a mãe biológica dos dois mais velhos, Debbie Rowe.

AFP |

Segundo os termos do acordo, revelado pelos representantes das duas partes em comunicado comum, os filhos do ídolo viverão na casa da avó, Katherine Jackson, 79 anos.

Rowe, que desistiu de pedir a guarda, obteve um direito de visita, cujas "modalidades" serão determinadas com a ajuda de um psicólogo infantil.

Deborah Rowe é a mãe de Prince Michael, 12 anos, e Paris, 11 anos. O mais novo, Prince Michael II, sete anos, é filho de uma mãe de aluguel, cuja identidade nunca foi revelada.

A atribuição da guarda a Katherine Jackson estava entre as últimas determinações incluídas no testamenho do cantor.

Rowe, que havia anunciado após a morte de Jackson que pretendia brigar pela guarda das crianças, não obterá mais dinheiro que o estipulado no acordo já assinado, diz o comunicado. Segundo a imprensa, o acordo envolveria 8,5 milhões de dólares.

Debbie Rowe e Katherine Jackson se encontrarão novamente segunda-feira em um tribunal de Los Angeles (Califórnia, oeste dos EUA), para uma audiência durante a qual um juiz deverá ratificar o acordo.

A duração, a frequência e as modalidades das visitas concedidas a Rowe serão determinadas com a ajuda de um psicólogo infantil.

Em 29 de junho, a mesma corte entregara a Katherine Jackson a guarda provisória dos três filhos do Rei do Pop.

"A senhora Jackson e a família estão felizes com a resolução do problema, tratado com cortesia e dignidade pelas partes e seus representantes", disseram os advogados do clã Jackson, Londell McMillan e Diane Goodman.

De fato, o acordo concluído evita uma batalha pública nos tribunais. Rowe parecia determinada a lutar pela custódia dos filhos, mas muitos suspeitavam que ela queria apenas dinheiro.

"Quero meus filhos", afirmara a ex-enfermeira no início de julho em conversa telefônica com a rede americana NBC. "Devo tomar minhas responsabilidades", acrescentara.

Debbie Rowe, que foi a enfermeira do dermatologista de Michael Jackson, ressaltou então que estava disposta a se submeter a todos os testes necessários, inclusive de DNA, para provar que era, de fato, a mãe de Prince Michael e Paris.

Segundo seu advogado, Eric George, o acordo finalizado hoje acaba com qualquer polêmica. Para ele, foi "a conclusão digna de uma discussão digna".

"A única preocupação de ambas as partes era o bem-estar das crianças. Estou muito orgulhoso da integridade e da generosidade de Deborah Rowe", afirmou.

Rowe foi a segunda esposa de Jackson, com quem se casou em 1996, quando tinha 37 anos. O divórcio ocorreu em 1999.

A guarda dos filhos do cantor era apenas uma das muitas questões levantadas após seu falecimento. A investigação sobre as circunstâncias da morte do ídolo está cada vez mais focalizada no seu médico particular, Conrad Murray, e os resultados da necropsia do Rei do Pop devem sair na próxima semana.

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG