Juiz confirma testamenteiros de Jackson

Um juiz de Los Angeles confirmou nesta segunda-feira os dois testamenteiros designados por Michael Jackson no documento redigido em 2002 sobre a herança do rei do pop.

AFP |

AP
Michael determinou criação
de fundo com a herança

O juiz Mitchell Beckloff, da Corte Superior de Los Angeles, determinou que John McClain e John Branca permaneçam como testamenteiros da herança de Jackson.

McClain e Branca foram designados no testamento firmado por Michael Jackson em 2002, e que passou a orientar o destino da herança do astro após sua morte, em 25 de junho passado, aos 50 anos, de parada cardíaca.

Apesar da intenção dos advogados da família Jackson de pedir a inclusão da mãe do astro, Khatherine, como terceira testamenteira, o pedido foi omitido e o juiz Beckloff se limitou a confirmar a vontade de Jackson em seu testamento.

"O juiz fez o correto hoje. Reconheceu o testamento. Não houve posição sobre a senhora Jackson", disse Howard Weitzman, advogado que representa McClain e Branca.

O testamento de Jackson determina que os bens do cantor formem um fundo, com o nome do astro, que será administrado por McClain e Branca.

Os advogados de Katherine Jackson não comentaram a decisão.

O juiz fixou uma nova audiência para o dia 11 de agosto, para discutir os detalhes do contrato de Michael Jackson com os promotores dos shows AEG, que marcariam a volta do astro aos palcos, a partir de 13 de julho, em Londres.

Leia mais sobre: Michael Jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG