Discos de Michael Jackson se esgotam em um dia

A gravadora Sony viu o estoque de suas vinte mil unidades de discos de Michael Jackson se esgotarem em apenas um dia após o anúncio de sua morte, na última quinta-feira. Pega de surpresa, a Sony terá de trabalhar rápido para repor o mercado Jackson no País.

Agência Estado |

Afinal, o Rei do Pop estava na ativa, com previsões para fazer shows e nada indicava que ele poderia morrer de um dia para o outro.

Para suprir a demanda, eles vão reeditar os principais álbuns e coletâneas do astro, de "Off The Wall" (1979) em diante. A previsão é de que os estoques comecem a ser repostos até a semana que vem. A demora acontece porque é necessário passar por todo o processo de gravação, impressão das capas e distribuição. O fenômeno da pulverização do estoque da gravadora foi reflexo da imensa procura do público por CDs, DVDs e livros sobre Michael Jackson, que aconteceu nas lojas não só do Brasil, mas do mundo inteiro.

Sem exceção, as lojas Americanas, Saraiva, Fnac e Cultura venderam tudo o que tinham relativo a Michael Jackson na madrugada de quinta para sexta-feira. Agora, todas elas correm contra o tempo para repor os estoques. O preço dos produtos, informam, não deverá aumentar. Em pequenos sebos, a procura foi menor e mais focada em raridades, sobretudo, referentes a LPs.

No ranking semanal de vendas em toda a rede de lojas Saraiva, Michael Jackson passou a ocupar os três primeiros lugares em CDs e DVDs. Há uma semana, ele não figurava nem entre os 100 primeiros. Os líderes são o CD comemorativo dos 25 anos de Thriller, a coletânea tripla da Motown com os principais sucessos do Jackson Five e a coletânea King of Pop. Em quarto lugar vem a trilha sonora do filme Hanna Montana. O astro ainda tem outros oito títulos entre os 100 mais vendidos. As informações são do Jornal da Tarde .

    Leia tudo sobre: michael jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG