Advogado da ex de Michael nega acordo milionário por filhos

Los Angeles - O advogado de Debbie Rowe, mãe dos dois filhos mais velhos de Michael Jackson, negou nesta terça-feira que sua cliente tenha aceitado um acordo milionário com a família do artista para abrir mão da guarda das crianças.

EFE |

O jornal americano "New York Post" havia publicado hoje que o acordo tinha sido fechado em US$ 4 milhões.

"Não foi alcançado nenhum acordo entre Rowe e os Jackson", disse Eric George em carta aberta dirigida ao jornal.

"Ela não cedeu nem vai ceder seus direitos. Não foi feita nenhuma determinação sobre a custódia ou os direitos de visita. E a senhora Rowe não aceitou nem aceitará nenhuma consideração financeira além do acordo conjugal a que ela e Michael chegaram há vários anos", explicou George.

O advogado de Rowe solicitou ao jornal que se retrate da informação publicada e lembrou que saiu cliente pretende ir à audiência sobre a custódia dos três filhos do cantor, que acontecerá em Los Angeles no próximo dia 20 de julho.

Michael Jackson, morto em 25 de junho em Los Angeles, expressou em seu último testamento, que data de 2002, o desejo de que sua mãe criasse seus três filhos. A cantora Diana Ross foi apontada pelo cantor como a segunda opção.

O testamento de Michael Jackson deixava Rowe fora de qualquer herança.

Michael Jackson era pai também de outra criança, Prince Michael II, de 7 anos, que foi gerado por uma mãe de aluguel de identidade desconhecida.

    Leia tudo sobre: michael jacksonmorte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG