Morre Jean-Louis Dumas, ex-presidente da grife Hermès

Paris, 2 mai (EFE).- Morreu hoje aos 72 anos Jean-Louis Dumas, ex-presidente da grife Hermès e responsável por sua renovação, em decorrência do mal de Parkinson, doença que o afastou da mítica companhia francesa em 2006.

EFE |

Paris, 2 mai (EFE).- Morreu hoje aos 72 anos Jean-Louis Dumas, ex-presidente da grife Hermès e responsável por sua renovação, em decorrência do mal de Parkinson, doença que o afastou da mítica companhia francesa em 2006. Nos 28 anos sob o comando de Dumas, a Hermès se tornou uma das grifes de luxo de maior prestígio no mundo e bateu recordes de faturamento. Herdeiro dos fundadores da marca, Dumas conseguiu que a empresa abrisse seu capital em bolsa e divulgou seu prestígio por meio de uma rede de mais de 300 estabelecimentos pelo mundo. A marca desenvolveu peças conhecidas há décadas como a bolsa Kelly, em homenagem a Grace Kelly, ou a bolsa Birkin, chamada assim por causa da cantora e atriz Jane Birkin. Dumas entrou na Hermès em 1964. Em 1978, tornou-se seu mais alto executivo, cargo que em janeiro de 2006 passou a Patrick Thomas devido a problemas de saúde. Durante anos, seu nome figurou na lista dos empresários mais ricos da França graças a sua gestão e a suas ações na companhia, fundada em 1837 por Thierry Hermès. EFE pi/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG