Ministro admite possibilidade de casamento de fundador do Sendero Luminoso

Lima, 3 mai (EFE).- O ministro peruano de Justiça, Víctor García Toma, admitiu hoje em entrevista coletiva a possibilidade de que o fundador da guerrilha Sendero Luminoso, Abimael Guzmán, se case com Elena Yparraguirre, mas considera "inviável" seu direito a visitas conjugais.

EFE |

Lima, 3 mai (EFE).- O ministro peruano de Justiça, Víctor García Toma, admitiu hoje em entrevista coletiva a possibilidade de que o fundador da guerrilha Sendero Luminoso, Abimael Guzmán, se case com Elena Yparraguirre, mas considera "inviável" seu direito a visitas conjugais. Guzmán, de 75 anos, foi capturado em 1992 e condenado à pena de prisão perpétua, assim como sua companheira. Em outubro, os dois apresentaram um processo formal de casamento, que foi obstaculizado por impedimentos e atrasos. O ministro de Justiça disse que os impedimentos para seu casamento estavam ligados à entrega da documentação, mas que "isso já foi solucionado e quando for completada a documentação, será possível que estas pessoas realizem um casamento". Toma esclareceu que como Guzmán e Yparraguirre estão presos, o casamento, cuja data ainda não foi marcada, "seguramente será por poder". O ministro ressaltou que o pedido das visitas conjugais "é um fato singular", devido ao fato de que ambos estão presos em penitenciárias de máxima segurança, uma situação que, segundo ele, "é bastante complexa" devido às medidas que deveriam ser adotadas para suas eventuais transferências de uma prisão a outra. Guzmán e Yparraguirre também exigem seu direito a "encontros familiares", visitas de jornalistas ou simpatizantes e entrada de livros e jornais sem censura em suas prisões. No entanto, os encontros "são praticamente inviáveis", segundo o ministro. O casal renunciou à violência e se desvinculou dos grupos que com o nome do Sendero Luminoso ainda atuam em pontos isolados do Peru, mas nunca mostraram arrependimento pelos crimes pelos quais foram condenados. EFE watt/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG