Resgate ocorrerá depois das 18h, diz ministro

¿Esperamos terminar o dia com ao menos um mineiro na superfície¿, afirmou Laurence Golborne, durante coletiva de imprensa

Luísa Pécora, enviada a Copiapó, Chile |

O ministro da Mineração do Chile, Laurence Golborne, afirmou nesta terça-feira que o regate dos 33 homens presos na mina San José ocorrerá após as 18h. “Esperamos terminar o dia com ao menos um mineiro na superfície”, afirmou, em coletiva de imprensa.

O resgate deve durar 48 horas e, nesse período, a entrada da mina ficará fechada e aberta somente em caso de urgência. O presidente do Chile, Sebastian Piñera, chegou ao local do resgate por volta das 16h (horário de Brasília). Está prevista também a chegada do presidente da Bolívia, Evo Morales.

Golborne não confirmou a ordem na qual os mineiros serão resgatados. Mais uma vez, ele reforçou que a decisão será tomada pelo paramédico que descer ao refúgio e pelos próprios trabalhadores.

Resgate

Os primeiros a serem resgatados devem ser os quatro considerados com melhor estado de saúde e mais ágeis, para que possam reagir a qualquer imprevisto. Os 10 mineiros mais debilitados deixarão a mina a partir da quinta retirada. Após o resgate, as vítimas serão levadas ao Hospital Regional de Copiapó em aeronaves ou ambulâncias.

Os trabalhadores serão retirados por meio de uma cápsula que será içada por uma grua. Para ajudar no resgate, primeiramente descerão um operador e um médico que avaliará o estado de saúde das pessoas.

    Leia tudo sobre: MineirosChileresgate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG