Resgate de mineiros é antecipado para 20h, diz prefeito

Os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, e da Bolívia, Evo Morales, devem chegar à região às 18h para acompanhar as operações

iG São Paulo |

Os 33 mineiros que estão presos há 68 dias na Mina de San José, no Norte do Chile, vão começar a ser resgatados às 20h (horário de Brasília) de hoje. A previsão do início do resgate era à meia-noite, mas a operação foi antecipada, segundo o prefeito de Copiapó, Maglio Cicardini.

Os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, e da Bolívia, Evo Morales, devem chegar à região do Deserto do Atacama às 18h para acompanhar o início do resgate. A imprensa internacional que está no local para cobrir a retirada dos mineiros não terá acesso à área próxima a mina, apenas a imprensa nacional do chile. Para que os jornalistas possam acompanhar a operação, telões serão instalados do lado de fora da mina.

Cerca de 2 mil pessoas estão acampadas ao redor da mina, entre parentes das vítimas, jornalistas, técnicos e voluntários que trabalham no resgate.

Resgate

Os primeiros a serem resgatados devem ser os quatro considerados com melhor estado de saúde e mais ágeis, para que possam reagir a qualquer imprevisto. Os 10 mineiros mais debilitados deixarão a mina a partir da quinta retirada. Após o resgate, as vítimas serão levadas ao Hospital Regional de Copiapó em aeronaves ou ambulâncias.

Os trabalhadores serão retirados por meio de uma cápsula que será içada por uma grua. Para ajudar no resgate, primeiramente descerão um operador e um médico que avaliará o estado de saúde das pessoas.

*Com Agência Brasil

    Leia tudo sobre: chilemineirosresgateminacopiapó

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG