Resgate de mineiros deve começar nas próximas horas

Em coletiva, presidente do Chile havia dito que esperava que resgate começasse antes do pôr-do-sol

iG São Paulo |

Efe
Trabalhadores fazem últimos testes na cápsula que irá resgatar mineiros
Diferentemente da previsão inicial, de que o resgate dos mineiros presos na mina São José, em Copiapó, teria início antes do anoitecer, o governo chileno informou que novos testes nos equipamentos atrasaram o início da operação, agora esperado para depois das 22h (horário de Brasília).

Horas antes, o presidente do Chile, Sebastian Piñera, afirmou, durante entrevista coletiva, que esperava que o resgate dos 33 mineiros tivesse início antes do pôr-do-sol.

“Espero que, antes que o sol se ponha, todos possam voltar a abraçar seus maridos, seus pais, seus filhos e seus irmãos que estão na mina”, disse Piñera, ao chegar ao local.

O ministro da Mineração, Laurence Golborne, disse que o primeiro paramédico que descer ao túnel irá bem devagar, para que possa avaliar as condições do túnel.

O ministro não quis dar o nome dos quatro mineiros que vão subir primeiro, mas afirmou que já foram definidos.  Florencio Avalos , de 31 anos, deve ser o primeiro mineiro a ser levado até a superfície.

Pouco antes do início do resgate, o presidente afirmou que acidentes como este nunca mais irão se repetir no país. Ele acompanha os trabalhos no local. Segundo o presidente, o acidente provocou mudanças nos padrões de segurança do trabalho no país.

Piñera disse que o episódio será mais um capítulo na história de superação do Chile. Ele lembrou tragédias enfrentadas pelos chilenos, como terremotos, e disse esperar que, desta vez, a “epopéia” termine de forma feliz. O episódio, disse o presidente, provará que “somos capazes de fazer grandes coisas”.

“O mundo inteiro vai compartilhar a alegria desses mineiros. Não vamos esquecer a noite de hoje nunca”, disse.

Em tom de discurso, o presidente afirmou que outros desafios virão, e que todos serão enfrentados “com força e coragem, como enfrentamos o terremoto”. Entre os desafios, ele listou o enfrentamento da pobreza.

O resgate

O resgate deve durar 48 horas e, nesse período, a entrada da mina ficará fechada e aberta somente em caso de urgência. O presidente do Chile, Sebastian Piñera, chegou ao local do resgate por volta das 16h (horário de Brasília). Está prevista também a chegada do presidente da Bolívia, Evo Morales.

nullGolborne não confirmou a ordem na qual os mineiros serão resgatados. Mais uma vez, ele reforçou que a decisão será tomada pelo paramédico que descer ao refúgio e pelos próprios trabalhadores.

A ideia é que os primeiros a serem resgatados sejam os quatro considerados com melhor estado de saúde e mais ágeis, para que possam reagir a qualquer imprevisto. Os 10 mineiros mais debilitados deixarão a mina a partir da quinta retirada.

Após o resgate, as vítimas serão levadas ao Hospital Regional de Copiapó em aeronaves ou ambulâncias.

Os trabalhadores serão retirados por meio de uma cápsula que será içada por uma grua.

Para ajudar no resgate, primeiramente descerão um operador e um médico que avaliará o estado de saúde das pessoas.

    Leia tudo sobre: Senastian Piñerachileresgatemina são josémineiros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG