Mineiros chilenos entram para lista de Personalidade do Ano

Lista de finalistas escolhidos pela revista americana Time tem premiê turco, cantora Lady Gaga e diretor do Wikileaks

EFE |

Os 33 mineiros que sobreviveram 70 dias soterrados a quase 700 metros de profundidade em uma mina no norte do Chile figuraram nesta terça-feira entre os candidatos ao prêmio "Personalidade do Ano" da revista americana Time em 2010, por, segundo a própria publicação, "mostrarem o verdadeiro significado da amizade e a coragem".

"Em questão de dias, os mineradores chilenos passaram de vítimas em um cenário de pesadelo a astros de um inspirador drama da vida real", afirma a revista nesta terça-feira em sua versão na internet.

A lista de 25 finalistas é liderada pelo primeiro-ministro da Turquia, Recep Erdogan, que conquistou tal popularidade por seu ataque retórico a Israel, país que acusou de "desumano terrorismo de Estado".

Seguem o primeiro-ministro turco na pesquisa, por ordem, a cantora Lady Gaga; o chefe do Wikileaks, Julian Assange; os comediantes e satíricos políticos americanos John Stewart e Stephen Colbert; o comentarista político conservador Glenn Beck e o fundador da Apple, Steve Jobs. Em sétimo lugar, aparece o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e em oitavo, o desempregado americano.

Depois, vêm os operários chilenos, que superam na pesquisa a ex-governadora do Alasca e líder do movimento cidadão Tea Party, Sarah Palin, e o Nobel de Paz, Liu Xiaobo. Dois postos atrás do dissidente, aparece o presidente da China, Hu Jintao.

"Durante o confinamento, os mineradores sempre mantiveram sua dignidade humana, e isso é um testemunho de sua disciplina inquebrantável e de seu assombroso otimismo. Simplesmente por terem sobrevivido em circunstâncias incríveis, eles se transformaram em heróis", disse a publicação.

    Leia tudo sobre: chilemineirosresgateminacopiapó

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG