Mineiro de duas mulheres é o 21º resgatado do Chile

Yonni Barrios Rojas não foi recebido por mulher, que deixou acampamento perto de mina após descobrir amante do marido

iG São Paulo |

nullYonni Barrios, 50 anos, foi o 21º dos 33 mineradores soterrados desde o dia 5 de agosto a deixar a mina San José, em Copiapó (Chile), a bordo da cápsula Fênix 2 e chegar à superfície.

Barrios, casado e eletricista, emergiu às 16h33 após percorrer um duto de 622 metros de extensão e 66 cm de diâmetro.

Por causa de seu conhecimento de primeiros socorros por ter precisado cuidar da mãe diabética quando criança, Barrios acabou responsável por monitorar a saúde dos colegas. Ele era o encarregado de dar injeções e redigir relatórios sobre a situação dos companheiros de resgate.

Em uma carta para sua mulher, Marta Salinas, poucos dias depois do acidente, ele disse que se sentia no inferno.

Marta, de 56 anos, porém, desistiu de ficar no acampamento Esperança após descobrir no local a amante do marido, Susana Valenzuela. Ao chegar à superfície, Yonni recebeu vários abraços calorosos de Susana.

AFP
Chileno Yonni Barrios (centro) beija sua amante, Susana Valenzuela, após tornar-se o 21º mineiro resgatado no Chile

    Leia tudo sobre: mineiros do chilechileminasan joséresgate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG