Em última carta, mineiro pede que irmão "prepare os pais"

Mãe de Pedro Cortes fala sobre último contato do filho que espera para ser resgatado na mina San José

Luísa Pécora, enviada a Copiapó, Chile |

Na última carta que escreveu no refúgio da mina San José, Pedro Cortes Contreras, 25 anos, fez um pedido ao irmão: “prepare meus velhinhos para que eles subam lá em cima”. Ele quer que os pais estejam na plataforma de onde os familiares dos homens presos na jazida vão observar o resgate, marcado para a madrugada de terça para quarta-feira.

Luísa Pécora
Dori (segunda da esquerda para a direita, de camiseta cinza) com a família espera pelo resgate do filho Pedro

A mãe de Pedro, Dori Contreras, recebeu a carta nesta segunda. “Ele pediu para dizer que está prestes a sair e disse para ficarmos tranquilos, porque em breve estaremos juntos”, contou ela, que prendeu uma foto da Virgem de Guadalupe atrás da credencial que todos os presentes no acampamento Esperança precisam usar.

Dori comemorou muito quando a perfuradora T-130, máquina que chegou ao local onde estão os mineiros, foi retirada do acampamento nesta segunda-feira. “Eu queria mostrar minha gratidão à máquina e aos operadores”, afirmou. "Estou muito feliz porque agora falta pouco."

Apesar da felicidade, ela admite estar cansada de viver no acampamento Esperança, onde instalou sua barraca logo após o acidente. Na manhã de terça-feira, ela vai começar a preparar a casa na cidade de Copiapó, a cerca de 45 km, para a chegada de Pedro. Os vizinhos farão uma festa na rua e já anunciaram que o cardápio será surpresa.

Quando encontrar o filho, ela quer apenas abraçá-lo. “Acho que não há nada a dizer em um momento como esse”, explicou.

    Leia tudo sobre: ResgatemineirosChile

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG