Edison Peña é 12º trabalhador a sair da mina

Trabalhador resgatado pode ser comparado ao personagem de cinema "Forrest Gump" pelo hábito de correr 10 km diários

iG São Paulo |

Edison Peña, comparado ao personagem do filme "Forrest Gump" pelo hábito de correr dez quilômetros diários, foi o 12º trabalhador resgatado da mina de San José, no norte do Chile.

Apesar das difíceis condições de ar e luz na jazida, o trabalhador, de 34 anos, fez alguns ajustes para poder continuar sua prática desde 5 de agosto. Peña, que tem problemas de ouvido, de hipertensão e diabetes, pediu sapatilhas e short esportivo para poder correr na mina.

Nascido e criado no município de Renca, na região metropolitana de Santiago, Edison Peña se mudou para o norte do Chile para estar perto de sua namorada, Angélica Álvarez, que foi quem conseguiu para ele o trabalho na mina San José. "Tenho ansiedade e me dá vontade de correr", escreveu Peña à namorada durante o tempo em que esteve preso. "Imagino que fazemos viagens para praias, campo, tudo, tudo. Quero estar livre, quero ver o Sol", acrescentou Peña, classificado pelo pai, Fernando, como "muito forte e alegre".

Angélica e Fernando esperavam - nervosos - pelo minerador, que saiu da cápsula Fênix 2 às 10h11 desta quarta-feira, 40 minutos depois de Jorge Galleguillos, que o antecedeu na ordem de retirada.

"Grande, Edison, grande, grande!", disse no momento de seu resgate o presidente Sebastián Piñera, que estava junto ao líder boliviano, Evo Morales. Os dois governantes abraçaram o minerador, que antes havia feito o mesmo com a namorada.

Enquanto era transferido para a primeira revisão médica, Peña repetia seguidamente: "Estamos vivos."

AFP
Edison Peña, 12º a ser resgatado, é fã de Elvis

    Leia tudo sobre: chilemineirosresgateminacopiapó

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG